Economia

Investimentos: como organizar suas finanças e fazer seu dinheiro render?

blank

À medida que cresce a oferta de produtos e serviços, conseguir administrar as próprias finanças torna-se uma tarefa mais complexa. Pequenas compras realizadas no dia a dia podem acarretar em gastos extras e afetar a saúde financeira como um todo. A boa notícia, no entanto, é que a partir de pequenas mudanças em nossa rotina é possível nos organizar e até conseguir fazer render o nosso dinheiro. 

Analise seus gastos

Um dos primeiros passos para colocar as finanças em ordem é analisar regularmente seus gastos, seu extrato bancário e suas despesas cotidianas. Procure sanar suas dívidas e se manter atento ao uso do cartão de crédito para evitar ficar com saldo negativo no banco. Caso seja necessário, peça ajuda de um consultor financeiro para auxiliá-lo no gerenciamento das suas finanças. 

Economize e invista

Outro ponto importante é fazer um planejamento pessoal de gastos e buscar economizar entre 10% e 15% do seu orçamento anual. Especialistas recomendam programar um débito automático mensal da sua conta bancária, de preferência no primeiro dia do mês. A boa e velha poupança pode ser uma opção de investimento, mas não espere guardar somente o que sobrar do seu orçamento no final do mês, evitando assim qualquer inconsistência em seu planejamento financeiro.  

No entanto, para que seja possível alcançar objetivos a longo prazo, recomenda-se não apenas economizar, mas também investir. Dessa forma, além de ter suas finanças organizadas, você consegue multiplicar o seu dinheiro ao longo dos anos.

blank

CFD

Para quem está começando agora no mercado financeiro, uma boa opção é realizar investimentos pela internet. Graças às novas tecnologias online, nunca foi tão fácil e seguro investir. Um bom ponto de partida é procurar corretoras online certificadas e seguras, que ofereçam variedade de investimentos.

Hoje, uma das formas mais populares de investimento se dá por meio do Contrato por Diferença ou CFD, sigla originada da expressão em inglês contract for difference. O CFD consiste em estabelecer um contrato com a corretora em vez de efetuar a aquisição real do ativo, o que demanda um investimento bem menor do que a compra direta de ações, por exemplo. É possível negociar diferentes ativos, como índice de ações, commodities, pares de moedas, criptomoedas e futuros, cujas oscilações do seu valor no mercado serão refletidas no CFD.  

Através do CFD obtém-se lucro baseado na movimentação do ativo, independentemente de o preço do ativo aumentar ou diminuir. Por exemplo, se o investidor acredita que o preço do ativo irá aumentar, ele comprará CFDs. Se achar que o preço cairá, ele poderá vender CFDs e obter o lucro baseado na posição de entrada e de saída na operação. Aplicativos que operam através de CFDs, sendo o Avatrade Mobile um deles, podem hoje ser baixados em seu smartphone. Por meio de inovações do gênero, é possível negociar CFDs de ações de algumas das empresas mais valiosas do mundo, como Apple, Amazon, Coca-Cola e Google. Além disso, o referido aplicativo permite que os usuários façam negociações, monitorem suas contas, se comuniquem com outros investidores via rede social e sigam traders de destaque. 

Pesquise

Além da utilização de ferramentas inovadoras, para aprender a investir também é importante se informar e pesquisar qual literatura do gênero vem sendo disponibilizada. Publicações especializadas no tema de investimento, como o best-seller “Do Mil ao Milhão. Sem Cortar o Cafezinho”, do consultor financeiro Thiago Nigro, podem elucidar dúvidas e clarear qual é o passo a passo a ser tomado para realizar um bom investimento. O livro de Nigro, por exemplo, ensina aos leitores os três princípios básicos para conquistar a independência financeira: gastar bem, investir melhor e ganhar mais.

Também vale a pena acompanhar a movimentação do mercado de forma constante por meio da leitura de notícias sobre o desempenho da economia brasileira e educar-se financeiramente a fim de entender melhor a movimentação do mercado. Outro ponto fundamental é entender quais são as ações mais recomendadas para investir no momento e ter clareza quanto aos critérios que fazem as ações subir mesmo com a economia em queda. Ficar por dentro de como as novas tecnologias estão influenciando as indústrias existentes também é um passo que vale a pena ser dado. 

No mundo dos investimentos, é importante também considerar que todo investimento envolve riscos. No entanto, levando em conta a diversificação de investimentos, eles podem diminuir, fazendo com que, dessa forma, você possa colher os melhores resultados. 

Todos os dias as notícias do
Portal Veneza no seu e-mail

Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.