Redação Portal Veneza

O Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região de Santa Catarina (TRT-SC) julgou improcedente ação movida pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Criciúma e região (Sintiacr) contra a JBS em Nova Veneza.

Documentos apresentados pela JBS comprovaram que a empresa está adotando várias medidas de prevenção para garantir a saúde e a segurança dos colaboradores. Com base nisso, o juiz do Trabalho Erno Blume decretou a extinção do processo e estabeleceu ao sindicato o pagamento de R$ 50 mil, como forma de custear os honorários dos advogados envolvidos na ação. A decisão foi expedida na última quarta-feira, 29, pela 4ª Vara do Trabalho de Criciúma (SC).

>>> Liminar determina que JBS em Nova Veneza implemente ação emergencial de prevenção ao Covid-19

A unidade da JBS em Nova Veneza emprega 1.400 colaboradores no processamento de aves. Desde a chegada da pandemia ao país, a Companhia diz que reforçou os procedimentos de saúde e segurança das mais de 100 unidades que opera no país e tornou obrigatória a medição de temperatura dos colaboradores antes do ingresso em suas dependências. A empresa também afirma que disponibilizou álcool em gel e máscaras a todos os colaboradores, além de promover adequações nos refeitórios e em todas as áreas comuns, incluindo o transporte, para garantir o distanciamento seguro.