Por  Gil Karlos Ferri

No último domingo, 31, a vinícola Abreu Garcia, foi palco de uma experiência enogastronômica inédita a nível mundial.   

Pela primeira vez, uma parceria entre pesquisadores do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e o programa de alimentação sustentável da Unesco/ONU promoveu um almoço com ingredientes exclusivos do bioma Mata Atlântica da Região Serrana de Santa Catarina.

O cardápio tipicamente regional contou com pinhão, vinagrete de araçá e goiaba-serrana, ravióli de queijo serrano e poejo, ragu de pastrami Hereford e raspas de casca d’anta. De sobremesa, sponge cake de mel da serra, sorvete de coalhada, gel de jabuticaba, crocante de uvaia e araçá amarelo.

A ideia para o cardápio com ingredientes exclusivamente serranos surgiu porque a pesquisadora Fabiana Mortimer (IFSC) e os chefs Pedro Soares e Fabrício Kleis fazem parte do programa Cidade Criativa Unesco da Gastronomia, título que Florianópolis recebeu em 2014. O objetivo principal da ação é valorizar produtos locais ao desbravar a sociobiodiversidade da floresta.

De acordo com o pesquisador Gil Karlos Ferri, “(…) o bioma Mata Atlântica é um dos mais ricos do mundo em biodiversidade e potencialidade gastronômica. Essa experiência enogastronômica com ingredientes exclusivos da região serrana comprova esse potencial. O aproveitamento de espécies nativas na culinária é também uma estratégia para a preservação e valorização do bioma”.