Carlos Cypriano João

Idosos e a prevenção contra incêndios

A Nona e o Nono, acordaram cedo naquele horário tradicional, ás cinco da manhã, e isso sempre foi assim, até quando eles moravam no sítio. Só que lá recolhiam os ovos, tiravam leite da vaquinha mimosa e depois do café, digo aquele café, sentavam a varanda e conversavam vendo ao longe a exuberante paisagem da propriedade.

Sabem como é né gente, o tempo passa e a coisa se inverte, os filhos que eram cuidados passaram a ser cuidadores, e então decidiram por convenção levar papai e mamãe para morar num apartamento, mais próximo ao cotidiano destes mesmos filhos. Ó cruel realidade! Um dia conduzimos e em outro somos conduzidos! Pensa que não? Relaxa, quiçá tua hora vai chegar!

Créditos: Gizélia Ramos

Naquele primeiro ano morando no centro da cidade foi tudo muito confuso, não havia mais o silêncio do interior, mimosa já não mais estava presente, a coleta dos ovos já era coisa do passado e tudo tinha que ser comprado no mercado. Mas o que estes idosos têm haver com segurança contra incêndio? Eles tornaram-se atores de um episódio verdadeiro, onde havia vazamento de gás no fogão e não perceberam ….

No prédio ao final do dia, o síndico e mais duas pessoas investigavam um forte cheiro de gás de fogão, procuraram nos andares, na garagem que fica no subsolo e até no salão de festas. Um deles lembrou de ter escutado no rádio que o gás do fogão é mais pesado que o ar ambiente, e a tendência deste gás era descer, procurar os lugares mais baixos.

Mediante a tal informação lograram êxito e encontraram o apartamento onde ocorria o vazamento. Isso mesmo que você pensou, o AP era o da Nona e do Nono. Não se sabe o porquê, os velhinhos não sentiram o cheiro de gás que saia de uma das “bocas” do fogão, o qual estava sem chamas e também não souberam dizer como o botão do fogão girou liberando o produto. Menos mal, situação resolvida.

Felizmente os anos passam e com isso ocorre a senilidade, e nossos amados idosos são expostos a circunstâncias que os tornam vulneráveis. Desta forma de agora em diante, cabe sim, a supervisão maior das pessoas que os amam.

Gente a história acima, como disse, foi verídica e segue algumas dicas com relação ao momento em que você sentir o cheiro de gás do fogão:

  • Retire os calçados dos pés e siga até a cozinha, abrindo janelas e portas favorecendo a ventilação do ambiente, no fogão, feche as bocas do mesmo e também aquela “orelhinha” do botijão se for casa baixa ou em apartamento esta estará próximo ao fogão na tubulação. Evite ligar ou desligar eletrodomésticos na suspeita de vazamento. Uma centelha pode provocar uma queima violenta. Se persistir ou aumentar o odor, saia imediatamente da residência, avise os vizinhos e acione os Bombeiros pelo telefona 193.

“A cozinha é do cozinheiro (a), o gás é do fogão, e o botijão é de fora da casa. ”

Topo
NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL
Receba uma vez por dia no seu e-mail, as notícias do Portal Veneza
Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros.