Com informações de Fernanda de Maman

A sentença de pronúncia foi prolatada nesta semana, pelo juízo da 1ª Vara Criminal da comarca local.

O crime aconteceu em 22 de outubro de 2018, em Nova Veneza, quando a dupla, e uma testemunha, se dirigiram de Criciúma até a casa da vítima, Talison Steckert, de 20 anos, levados por um motorista de aplicativo. A vítima foi alvejada por seis tiros que atingiram a face, crânio, mão esquerda e ombro direito. Segundo a denúncia, a motivação do crime teria envolvimento por disputas de um ponto de tráfico e dívidas de drogas. Depois do crime teriam novamente solicitado ao motorista que os buscasse.

Os réus respondem ao processo em prisão preventiva desde 20 de novembro de 2018 e tiveram negado o direito a recorrerem em liberdade. Os acusados serão julgados, pelo Conselho de Sentença, por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. Ainda não há data definida para o julgamento. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça (Ação Penal nº 0011340-08.2018.8.24.0020).​