Kalana, Farmácia Gorini e Veneza
Política

Expulsão de Vanderlei Spillere do PMDB será discutida dia 30

No último domingo um grupo de peemedebistas se reuniu na casa do ex-prefeito Édio Minatto que está filiado ao PMDB desde as eleições passadas.

Minatto é um dos mais ferrenhos críticos da atuação de Vanderlei Spillere que mesmo sendo filiado ao PMDB, tem mais proximidade com o PSDB, inclusive indicando cargos nesta administração.

Veneza Multimarcas
Brogni Construtora
Nó de Pinho
Veneza Construções

Na reunião de domingo, estavam presentes além de Minatto, o vereador Dado Ghislandi que é o presidente do PMDB, Betão Ranacoski, Canjo Nuernberg, vereador Claiton Zanzi, ex-vereador Tim-Tim, Vitório Mazzuco e também o pessedista Romencito Aléssio. Na oportunidade ficou definida uma reunião para dia 30, na casa de Betão Ranacoski, em São Bento Baixo, para tratar da expulsão do ex-vereador Vanderlei.

Segundo Minatto, é inadmissível ficar assistindo o ex-vereador que se diz o mais sério na política ficar no partido mas apoiando outro que inclusive foi adversário peemedebista nas últimas eleições. “A expulsão dele vai marcar para o PMDB que há tempo tem fama de sempre estar dividido,” comenta.

Já na opinião de Ranacoski, esta reunião será o último dia de Vanderlei no PMDB e, talvez de alguns integrantes de seu grupo.

Em sua defesa o ex-vereador Vanderlei Spillere afirma que: “Estou tentando trabalhar para fazer o partido crescer, mas pelo jeito este grupo não quer deixar”.

O presidente do PMDB neoveneziano o vereador Carlos Eduardo Ghislandi, afirmou que à reunião não foi oficial do partido mas organizada pelo grupo que levantou o assunto.  “A opinião deste grupo será levada e discutida para que o diretório como um todo seja consultado. Somente depois será tomada alguma decisão oficial,” ponderou Ghislandi.


Topo