Muitas pessoas acham que os smartphones e os celulares são a mesma coisa com nome diferente. Pode até parecer, mas não é. Existem diferenças entre ambos os tipos de aparelhos e é interessante conhecer essas diferenças, para saber escolher certo na hora de comprar um.

Comprar um dispositivo móvel não é uma tarefa simples, principalmente por ser um aparelho que usamos constantemente, uma espécie de “companhia 24 horas”! Por esse motivo, a escolha não é fácil, porque existem no mercado diversos e diferentes modelos, com várias funções, e a compra vai depender de diversos fatores.

O mais importante, em primeiro lugar, é conhecer a diferença entre um smartphone e um celular:

  • O smartphone é um aparelho com diversas funções que possibilitam, por exemplo, o envio de e-mails, navegar na internet e a edição de textos.

  • O celular é um aparelho mais simples, com duas funções importantes: fazer ligações e enviar e receber mensagens de texto (SMS).

Evidentemente que a decisão é muito pessoal e depende exclusivamente do uso que você vai dar a esse aparelho. Se precisa de um dispositivo móvel só para fazer e receber telefonemas, um celular comum cumprirá essa tarefa perfeitamente e ainda poderá enviar e receber mensagens de texto nos momentos em que não será possível falar ou quando precisar enviar dados que fiquem no celular para poder checar depois (um número de telefone, um nome, um endereço, etc.).

Se no seu dia a dia você precisa enviar e-mails, checar informação na internet ou ainda estar em contato direto com alguém que mora no exterior, um smartphone será a solução, pois esse tipo de aparelho possui diversas funções e aplicativos que permitem ligações internacionais, envio de e-mails e até chamada de vídeo!

Como hoje em dia o mercado de telefonia celular oferecer smartphones a excelentes preços, é geralmente mais conveniente a compra desse tipo de produto, embora você só precise para falar ou enviar SMS. Além disso, os planos das companhias telefônicas já incluem conexão a internet, então é uma compra que vale a pena.

Escolher o modelo adequado segundo as suas funções

Na atualidade, os smartphones possuem diferenças quanto aos processadores, as câmeras e as baterias; por isso, é importante conhecer todas as características para saber escolher o melhor aparelho.

  • A tela = é importante escolher um smartphone que possua uma tela com brilho suficiente para poder ver tanto com luz artificial como ao ar livre e que tenha nitidez, para poder ler direito, principalmente quando estiver navegando na web. É importante tomar em consideração o tamanho do aparelho para definir os pixels necessários.  O ideal são aqueles que possuem não menos de 1920×1080 em diante.

  • A bateria = o ideal é um aparelho que não precise carregar a bateria constantemente. Há modelos que possuem “carga rápida”. Existem fabricantes que incluem carregadores especiais, que podem recarregar a bateria em pouco tempo.

  • O armazenamento = às vezes é melhor gastar um pouco mais, mas possuir mais espaço! Os aparelhos que possuem bom armazenamento têm no mínimo 64gb. Se você for daquelas pessoas que costumam tirar fotos ou fazer download de músicas, por exemplo, o ideal é poder contar com mais de 64GB. Há aparelhos que possuem entrada para cartões ‘microSD’ que possibilitam aumentar a capacidade de armazenamento.

  • A câmera = se você gosta de tirar fotos para compartilhar nas redes sociais ou para enviar a familiares ou amigos, a câmera é um fator importante para a escolha do aparelho. É interessante procurar informação sobre os aparelhos e as câmeras que possuem; há smartphones com câmeras que permitem tirar fotos com pouca iluminação (ideal para fotos em lugares fechados) e smartphones que possuem flash. É obvio que as câmeras dos celulares não são câmeras fotográficas profissionais, mas muitos smartphones melhoraram essa função e já da para obter imagens ‘quase’ profissionais!

  • O modelo e a data = existem no mercado promoções de modelos mais antigos (de 2 ou 3 anos), e são realmente uma opção de compra muito tentadora. porém, muito cuidado! Os modelos mais antigos poderiam deixar de receber atualizações importantes de software; além disso, os aplicativos também possuem atualizações que ocupam espaço na memória e exigem mais potência para rodar. Mas se você só usa WhatsApp e lê e responde e-mails, esse detalhe não é tão importante.