Colunistas Giovana Baroni

Você é estressado ou tem andado estressado?

blank

O termo estresse é utilizado por muitas pessoas o tempo todo, mas você sabe o que é isso, afinal?

O estresse é uma reação natural do organismo diante de alguma situação de perigo ou ameaça iminente, essa reação nos deixa em estado de alerta, o que faz com que surjam sinais físicos e emocionais: irritabilidade, sensação de explodir, dores de cabeça, oscilação de humor, quedas de cabelo, dentre outros sinais que podem aparecer.

Geralmente o estresse aparece diante de algum estímulo, ou aparece diante de um acúmulo de situações, e quando a última gota d’água cai sobre o copo: há a explosão. O ato de explodir pode ser uma explosão externa: brigas, discussões, violência… Ou interna: crises de choro, crises de ansiedade, angústia persistente, dentre outros aspectos. Cada pessoa vivencia momentos de estresse de forma distinta, e por isso a importância do auto conhecimento como mediador dessas situações.

O estresse deixa de nos ser um alerta para ser algo negativo quando surge de forma excessiva e frequente, trazendo prejuízos no dia a dia do sujeito, muitas pessoas vivenciam momentos intensos de estresse o suficiente para perder o emprego, deixar sua família, dentre outros prejuízos que podem surgir. Quando aparece de forma intensa, a psicoterapia é um caminho que pode auxiliar na amenização do estresse.

Porém, na sua forma original, o estresse tem o papel de nos defender. Ele nada mais é do que um misto de emoções: raiva, angústia, medo e ansiedade. Foi feito para nos defender e fornecer maior segurança interna. O que precisa ser avaliado é a maneira na qual lidamos com esse combo de emoções.

Mas… como lidar com o estresse então, Giovana?

Como dito anteriormente, cada pessoa vivencia o estresse de maneira distinta, por isso, não há receitas mágicas que façam ele sumir. Por isso, a psicoterapia ainda acaba sendo uma ferramenta notória, a fim de identificar a raiz desse estresse, buscando assim alternativas para a remissão deste. Porém, deixo para você algumas sugestões:

  1. Quando perceber o estresse, se pergunte: faz sentido ficar irritado por isso?
  2. Saia do lugar em que você está, faça uma breve caminhada e respire fundo. De novo, e de novo.
  3. Aceite o que não se pode mudar: nem tudo está ao nosso controle.
  4. Se ficar confortável, converse com alguém.
  5. A prática de atividade física geralmente auxilia bastante na diminuição da intensidade do estresse.

Lembrando que, são apenas algumas sugestões: o ideal é buscar um profissional de confiança para receber o apoio necessário para sair do estado de estresse quando este já está te fazendo mal. O objetivo desse artigo é informar, e não tratar.

Se cuida viu?

Grande abraço!

Participe conosco! Envie suas dúvidas ou sugestões para o e-mail gihh_b@hotmail.com Fico à disposição também no Instagram: @psicologagiovanacbaroni

blank

Todos os dias as notícias do
Portal Veneza no seu e-mail

Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.