Por Milena Nandi

Coragem é uma palavra que acompanha a trajetória da Unesc ao longo de seus 52 anos, completados nesta segunda-feira, 22. Ao ser criada, a Fundação Educacional de Criciúma (Fucri, hoje mantenedora da Unesc) inaugurou um novo tempo: foi a primeira escola de nível superior criada no Sul de Santa Catarina. Ao nascer, fruto da coragem do então prefeito de Criciúma, Ruy Hülse, com o apoio da sociedade, a Instituição teve  clara a sua missão de colaborar com o desenvolvimento regional e mudar vidas por meio da educação.

E tem sido assim há mais de cinco décadas. Talvez quando Hülse assinou o decreto para a criação da Fucri tenha dimensionado o impacto regional desta ação, mas após 52 anos, é possível dizer que a Instituição foi muito, muito além.

A coragem de fazer diferente e a diferença esteve presente em toda a trajetória da Universidade, que enfrentou, com a ajuda de gestores, professores, funcionários e acadêmicos e a parceria de entidades e do setor produtivo diversas intempéries ao longo dos anos. Momentos desafiadores que exigiram um posicionamento claro e objetivo, pensado a partir da análise de cenários.

Um exemplo disso é o protagonismo da Universidade durante a pandemia de Covid-19. Em um momento de incertezas, a Unesc tomou atitudes pensando nas pessoas e no seu papel como Universidade Comunitária. Como vem ocorrendo ao longo de sua história, a Instituição se reinventou e usou a sua expertise para convidar a todos a terem outros olhares.

Olhares esses que dialogam e colaboram para o desenvolvimento individual e coletivo. A reitora, Luciane Bisognin Ceretta, comenta que a Unesc nestes 52 anos cresceu, se fortaleceu, ajudou a construir a força da região Sul por meio da formação de pessoas muito qualificadas no ensino, na pesquisa, na extensão, na pós-graduação, no Colégio Unesc e na prestação de serviços do Parque Científico e Tecnológico (Iparque).

“Comemoramos 52 anos de sonhos construídos, de projetos de vida, de cenários transformados pelos nossos projetos de pesquisa, extensão e inovação, de uma universidade pujante que tem nas pessoas (estudantes, funcionários e professores) o seu maior patrimônio construído. A Unesc de hoje é resultado do trabalho e da dedicação de muitas pessoas que nos antecederam e que aqui estão. Ela é um patrimônio intelectual e social do Sul do Estado. Sua força é sentida em todos os lugares. Ela representa a esperança para muitas pessoas! Está firme e fortalecida para seguir alcançando novos patamares nos próximos 52 anos!”, afirma a reitora.

Projetos para o futuro na educação

Assim, a Instituição chega aos 52 anos com a base sólida construída com os aprendizados já vividos, os olhos atentos para o novo e a mente aberta para a mudança. Ostenta com orgulho o conceito máximo (nota 5) no Ministério da Educação (MEC), fruto de um trabalho coletivo envolvendo gestores, professores, estudantes e funcionários. E a Instituição não para de criar pensando no futuro.

A Unesc Virtual, com cursos de graduação, pós-graduação e extensão na modalidade a distância e semipresencial é um exemplo. Ela inaugurou em 2019 um novo tempo para o ensino a distância na região, com cursos baseados nas demandas do Sul e do Extremo Sul e nas tendências do mercado, com metodologia própria e a qualidade da marca Unesc. Em 2020, o projeto se fortaleceu e para 2021, lançará novos cursos, inclusive na Unesc Araranguá. Aliás, o próximo ano será da concretização do desejo da Unesc estar ainda mais próxima do Vale. O campus em Araranguá, fruto da parceria com a Weber Empreendimentos estará pronto para receber a comunidade e os acadêmicos. Ele estará localizado na Cidade Universitária, cujas obras serão concluídas ainda em 2020. Assim, o Extremo Sul, que já pode contar com a unidade da Unesc na Cidade das Avenidas, passará a ter mais possibilidades ainda. Isso é ser Universidade Comunitária.

E ser comunitária é também estar atenta às necessidades do mercado de pessoas capacitadas e com formação diferenciada. Prova disso é que a Universidade lançou recentemente a Unesc Tec, que oferece cursos técnicos semipresenciais em diferentes áreas. Mais uma vez, a Instituição oferece para o Sul e para o Extremo Sul oportunidades de formação profissional e capacitação com qualidade.

Segundo o diretor de Ensino de Graduação da Unesc, Marcelo Feldhaus, a Unesc Virtual e a Unesc Tec são projetos com uma roupagem e uma essência nova, que traz à cena as competências necessárias para formar o profissional do futuro. “Um profissional que ainda não sabe a sociedade que encontra, mas que lidará com mais perguntas e menos respostas, com problemas complexos para um mundo incerto. A Unesc é uma universidade comprometida, de fato, com a comunidade”.

Comemoração de um jeito diferente

Em 2020, a Unesc vai comemorar o seu aniversário de uma maneira diferente. A programação do evento será 100% virtual, em virtude da pandemia de Covid-19. Mais um sinal de que a Universidade está em constante movimento. Serão 52 horas no canal oficial da Unesc TV no Youtube (www.youtube.com/unesctv), além da transmissão de programas de rádios regionais diretamente do campus da Universidade.

A programação iniciará no dia 22 de junho e terá diversos momentos importantes para a Unesc, que já está sendo desenhada para o futuro. A abertura oficial da programação de aniversário ocorrerá no dia 22, às 9 horas, com o lançamento oficial da campanha Unesc 52 anos.

Às 10 horas, o webinar “Os desafios e superações dos 52 anos de história da Fucri-Unesc”, terá a participação do ex-diretor da Fucri, Laênio Ghisi, dos ex-reitores da Unesc, Edson Rodrigues e Gildo Volpato e da reitora Luciane Bisognin Ceretta. Já às 18 horas, os “Desafios da pesquisa e da pós-graduação brrasileira no cenário atual” será tema de um webinar, com a participação do presidente da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), professor doutor Benedito Aguiar.

O primeiro dia da programação especial de aniversário terá ainda o lançamento do Projeto Âmago, para colaboradores da Unesc, a partir das 19 horas e o webinar “As competências profissionais para responder ao cenário pós-pandemia”, com a presidente do Grupo Lide, Heloísa Garrett, a partir das 20 horas.

O evento terá ainda o webinar “Importância das Universidades Comunitárias para o desenvolvimento do Brasil”, com a participação do presidente da Associação Brasileira das Instituições Comunitárias de Educação Superior (Abruc), Ney José Lazzari, do secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, do senador Jorginho Melo e do deputado estadual Rodrigo Minotto.

Até o dia 26 de junho, haverá webinars sobre diversos assuntos de interesse da comunidade acadêmica e externa, envolvendo ensino, pesquisa, extensão e inovação, além de atividades do Museu da Infância, Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski e do Colégio Unesc. O Setor de Arte e Cultura está preparando oficinas e diversas apresentações artísticas.

Confira a programação completa aqui.