Tendências das apostas online em 2022

Com as restrições de circulação, produção e consumo decorrentes da pandemia do novo coronavírus, iniciada no começo de 2020, boa parte das atividades econômicas observou forte queda no planeta, situação que somente agora começa a ser revertida em alguns países.

Neste contexto, o mercado de apostas se sobressai como sendo um dos poucos setores que apresentou crescimento durante 2020 e 2021, no Brasil e no mundo, mesmo com a pandemia.

Na verdade, o isolamento social é um dos fatores que explica o crescimento de plataformas como a betmotion e outras inúmeras opções de apostas digitais, já que as pessoas passaram a ter mais oportunidade e tempo para apostar ao passarem boa parte de seus dias em casa e com muitas outras opções de lazer e entretenimento interrompidas.

Além da pandemia, outros fatores contribuem para o crescimento mundial do setor de apostas esportivas, como mudanças regulatórias, a expansão dos e-sports e a ampliação da infraestrutura digital e do acesso à Internet e a dispositivos móveis em muitos países.

Tendências internacionais

Segundo um relatório da consultoria Grand View Research, estima-se que o setor de apostas esportivas tenha movimentado cerca de U$70 bilhões em 2020. A previsão da consultoria é que o mercado cresça mais de 10% ao ano até 2028, quando poderia ultrapassar os U$140 bilhões.

Dentro deste contexto de crescimento em nível global, é possível esperar um aumento e uma consolidação de tendências que já se observam atualmente, como a expansão das apostas envolvendo e-sports, a consolidação do uso dos dispositivos móveis e a ampliação das apostas realizadas durante transmissões ao vivo.

O uso de dispositivos móveis, como tablets e smartphones, para a realização das apostas esportivas já é uma realidade, com boa parte das casas de apostas já tendo desenvolvido aplicativos especiais para este fim. A tendência é que em 2022 esse seja um setor que continue recebendo muitos investimentos, que melhoraram esses aplicativos com atrações como estatísticas e transmissões ao vivo.

Tanto esta tendência de consolidação dos dispositivos móveis quanto a de incremento das transmissões ao vivo, que permitem uma série de interações e possibilidades de aposta, são fruto da ampliação e melhoria das condições de acesso a Internet ao redor do mundo, processo que também deve seguir nos próximos anos.

Outros fenômenos que devem continuar crescendo dentro deste setor são as consultorias e análises de dados e o uso de criptomoedas.

O primeiro fator já é bastante observável atualmente, com o aumento exponencial de empresas e profissionais atuando em consultoria e análises de dados e estatísticas. Esse campo tem grande conexão também com iniciativas de comunicação, como produtores de vídeos e de sites e conteúdo em redes sociais, que visam tanto popularizar as apostas esportivas quanto subsidiar seus praticantes com dados e informações estatísticas e analíticas.

Já as criptomoedas ainda têm sido pouco aceitas em casas de apostas, mas a tendência é que esse cenário seja revertido nos próximos anos, uma vez que elas vêm sendo cada vez mais popularizadas internacionalmente e podem agilizar os processos de depósito e retirada para os apostadores.

Mercado emergente no Brasil

Essas tendências também devem desembarcar como no Brasil, como já tem acontecido nos últimos anos, principalmente após 2018, quando a regulamentação do setor foi alterada no país.

Com a Lei 13.765/18, aprovada no governo do então presidente Michel Temer, os jogos online foram regulamentados no território brasileiro, propiciando que se consolidasse um crescimento que já se vislumbrava nesse mercado mesmo antes disso.

Após a aprovação da Lei, diversas casas de apostas digitais surgiram no Brasil, atraindo atenção de pessoas de todas as regiões do país.

O número de sites voltados a apostadores brasileiros cresceu constantemente a partir de 2018, chegando a ao menos 500 deles em 2021. Estimativas indicam que o mercado movimente cerca de 12 bilhões de reais anualmente no Brasil.

Com o futebol representando cerca de 70% do volume movimentado pelo mercado brasileiro de apostas, as novas casas investem em propagandas relacionadas ao público desse esporte, tanto em transmissões quanto em patrocínios aos times das diferentes divisões profissionais do país.

Esta também é uma tendência que se observa internacionalmente, e que deve se consolidar nos próximos anos. Em 2019, 8 casas de apostas patrocinaram 13 times da série A do Campeonato Brasileiro em 2019, número que aumentou para 11 empresas patrocinando 17 dos 20 times que disputam a primeira divisão brasileira em 2020. 

O mercado de apostas atingiu em 2020 a 5ª posição no ranking no ranking de segmentos de patrocinadores do Brasileirão e suas equipes.

Já no cenário global, sua presença é ainda maior. Uma pesquisa realizada com 529 clubes de 6 continentes indicou que o segmento de apostas ocupa o 1º lugar, registrando 74 patrocínios considerados master em 20 diferentes países.

Todos os dias as notícias do
Portal Veneza no seu e-mail

Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

Bloqueio de anúncio detectado!

Por favor, para continuar é necessário desativar seu bloqueador de anúncios!