Técnicos do Iparque apresentam projeto de prolongamento da Via Rápida à Acic

Trabalho vem sendo desenvolvido pelo Centro de Engenharia e Geoprocessamento da Unesc

As lideranças da Associação Empresarial de Criciúma (Acic) conheceram de perto o projeto de prolongamento da Via Rápida, desenvolvido pelo Centro de Engenharia e Geoprocessamento (Cegeo), setor que integra o Parque Científico e Tecnológico (Iparque) da Unesc. O andamento dos trabalhos técnicos que envolvem o projeto foi apresentado, na tarde desta terça-feira, 23, pelo coordenador do Cegeo, Jóri Ramos Pereira e equipe do Centro, que prepara um relatório para ser entregue na primeira quinzena de dezembro à Acic e aos prefeitos de Balneário Rincão e Içara.

As explicações detalhadas sobre o projeto, desde o traçado definido até as incumbências de cada um dos envolvidos entre Estado e municípios, foram ouvidas atentamente pelo presidente da Associação, Moacir Dagostin, acompanhado do vice-presidente, Valcir José Zanette, que estiveram pessoalmente no Parque para encontro com a equipe.

O trabalho, conforme Jóri, compreende projetos geométricos, iluminação, sinalização, planilha orçamentária, o Estudo Ambiental Simplificado (EAS), entre outras informações técnicas importantes para posterior execução da obra. “Temos o traçado definido, assim como o método construtivo consolidado. Estamos finalizando o processo de orçamento para que nos próximos dias possamos fazer a entrega oficial do levantamento completo”, explica.

O ritmo do estudo e as informações já preparadas, para Dagostin, deixam a classe otimista quanto ao processo. “Nós saímos muito satisfeitos. A equipe da Unesc é muito qualificada e está cumprindo todos os prazos prometidos com um projeto de alto nível. A partir da entrega do projeto, por meio de conversas com governador, prefeitos e municípios, liberação de recursos e trâmites legais acreditamos que conseguiremos levar essa importante ideia adiante”, completa o presidente.

O propósito, conforme Dagostin, é trazer desenvolvimento à região que tem imenso potencial em belezas naturais. “Nós imaginamos que essa obra irá se unir ao que vem sendo realizado no Vale, aproximando Araranguá, Morro dos Conventos, Ilhas, Barra Velha, Balneário Rincão, Içara e Criciúma, criando um novo corredor turístico para a região das lagoas. Como disse o governador Carlos Moisés na primeira vez que conversamos, é uma forma de trazermos a praia para mais perto da cidade”, aponta ainda.

O próximo encontro entre a equipe do Cegeo, as lideranças da Acic e dos municípios ficou previamente agendado para o dia 10 de dezembro. Nesta data o projeto completo com orçamento e descrição técnica deve ser entregue em mãos ao prefeito de Balneário Rincão, Jairo Custódio, e à prefeita de Içara, Dalvânia Cardoso.

Espaço de colaboração

A equipe do Cegeo trabalha em ritmo acelerado no Iparque com foco na união entre o conhecimento técnico às necessidades das comunidades. O Centro promove soluções em Engenharia e Geoprocessamento para diversos municípios da região, envolvendo profissionais e acadêmicos em seu ecossistema.

Entre os projetos recentes formulados pelo grupo estão os estudos técnicos para abertura de uma serra que irá interligar Cambará do Sul, no Estado vizinho, a Jacinto Machado, ação também como foco no ecoturismo, e o recadastramento completo do território do Município de Maracajá, trabalho que vai ao encontro à gestão ambiental e territorial da cidade.

Conforme Jóri, as equipes do Cegeo estão constantemente em campo para atuação nos projetos. “Essa é mais uma forma de a Unesc exercer seu papel Comunitário. Nós sabemos a importância da camisa que vestimos, a da Universidade, e honramos esse nome nos projetos técnicos que realizamos nos municípios”, acrescenta.

Redação Portal Veneza

Todos os dias as notícias do
Portal Veneza no seu e-mail

Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

Bloqueio de anúncio detectado!

Por favor, para continuar é necessário desativar seu bloqueador de anúncios!