Redação Portal Veneza /Fotos: Leonardo Ferreira

Os estudantes, professores e funcionários da Unesc já contam com a segurança e credibilidade da Sala de Situação Covid – 19, implantada nesta segunda-feira, 13. A iniciativa dispõe de espaços físico e virtual, com o propósito de ampliar o acesso à informação no campus de Criciúma, unidades de Araranguá e Rincão e no Iparque (Parque Científico e Tecnológico), entendendo que a informação adequada é essencial para a adoção de medidas de prevenção e, portanto, de segurança.

Situada no Laboratório de Pesquisa do PPGSCol (Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva), no bloco S, a Sala de Situação é composta por especialistas dos diversos segmentos da área de Saúde. Conforme a reitora da Unesc e idealizadora do projeto, Luciane Bisognin Ceretta, a equipe de atuação será responsável pelo monitoramento de problemas em potencial e trará soluções assertivas, prevenindo e protegendo.

“A Unesc está muito comprometida com a proteção e segurança dos seus colaboradores e estudantes. Estamos vivendo um momento de incertezas e inseguranças, e a Universidade deve ser o local onde todos se sintam absolutamente protegidos. Para tanto, iniciamos um projeto que vai monitorar o processo de viver, estar, estudar e trabalhar no campus universitário”, enfatiza a reitora. “Temos uma expertise importante que está colocada no cuidado dos que aqui coabitam. A Sala de Situação é o novo ponto de referência para atenção, prevenção e monitoramento da Covid-19”, conclui.

Para coordenadora do Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva, Cristiane Tomasi, ter uma Sala de Situação dentro da Universidade mostra o quanto a Instituição está preocupada com seus públicos interno e externo. “O espaço vai oferecer dados sobre todo o cenário interno do coronavírus, sem perder de vista o momento da região. Com todas as informações coletadas, poderemos auxiliar em tomada de decisões e na organização de todos os espaços da Unesc, bem como sanar dúvidas sobre a transmissão da doença e todos os aspectos que estão vinculados à pandemia. É a garantia de que teremos um campus ainda mais seguro”, destaca.

Atuação diária e comprometimento

No dia a dia da Unesc, todas as atividades, desde o trânsito das pessoas até as medidas de segurança e proteção, serão monitoradas pela Sala. “De segunda a sexta-feira, às 18 horas, todas as informações obtidas serão repassadas em formato de boletim, entregue via WhatsApp para todos os estudantes, professores e funcionários da Instituição. Os dados também estarão disponíveis no site do Comitê de Análise e Gestão Covid – 19”, explica o mestre em Saúde Coletiva, Rafael Amaral. http://covid.unesc.net/

Somada a atuação diária, um podcast semanal será veiculado às 18 horas de sexta-feira, com pautas de relevância e vínculo com o coronavírus. A iniciativa envolve o Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Coordenação de Biossegurança Acadêmica, SESMT (Serviço de Segurança do Trabalho) e Programa de Residência Multiprofissional.

Além do monitoramento e compartilhamento de informações, a Universidade receberá sinalizações visuais, como cartazes e cartilhas. Antes de cada aula, a mestre em Biociências e Reabilitação, professora Paula Ioppi Zugno, levará orientações de combate à Covid – 19 aos estudantes e professores, por meio de produções audiovisuais.

Protocolos internos garantem a segurança dos profissionais

Dentro da Sala de Situação, um espaço específico está sendo montado para garantir a segurança dos profissionais. O local será higienizado diariamente com ozônio, e a organização interna dos postos de trabalho e movimentação têm um protocolo de segurança específico. Além disso, sinalizações visuais também serão instaladas na sala.