Para marcar a data, a Assembleia Legislativa promoveu sessão especial na noite da última terça-feira, 3.

O neoveneziano Roberto Carlos Bortolotto, foi um dos ex-atletas homenageados nos 40 anos de fundação da Federação Catarinense de Atletismo.

“Em caráter singular, único, de uma maneira singela de expressar perante o parlamento de santa Catarina o sentimento de profunda gratidão de contribuição ao atletismo. O esporte é saúde, é vida, é prevenção e sentimentando o exemplo para que a juventude siga essa corrente, essa frequência que é o esporte na vida das pessoas. Uma maneira saudável que precisa ser motivada e incentivada cada vez pelo Poder Público catarinense”, afirmou o proponente da homenagem o deputado estadual, Valmir Comin.

O presidente da entidade, Deraldo Ferreira Oppa destaca a homenagem e falou dos desafios do esporte no estado. “As políticas do esporte no Brasil passam por momentos ruins e se as federações, os clubes não se reconstruírem, não se reinventarem, a tendência é parar. E ficamos aqui como federação fomentando o esporte no Estado para que não haja a evasão e felizmente nós temos um produto maravilhoso que é o atletismo, a qualidade dos nossos atletas é fundamental.

O ex-atleta Roberto Bortolotto agradeceu a federação e ao deputado estadual Valmir Comin pela homenagem. “É um sentimento de gratidão pelos 34 anos prestados ao atletismo como atleta, técnico e também dirigente. É o reconhecimento pelo que a gente fez, vem fazendo e vai continuar a fazer pelo atletismo e só tenho a agradecer a todos que me apoiaram nessa jornada de trabalho”.

“Uma homenagem é mais que merecida. Esse é um prêmio do que ele representa como ser humano, do que ele foi como atleta e como técnico de atletismo. O Roberto é uma representatividade a nível mundial por tudo que ele tem feito pelo atletismo, um homem de caráter e responsável. É um momento único, muito importante na sua vida e temos a obrigação de prestigiar, pois ele fez jus. A maneira é que temos como aplaudi-lo e valorizando o seu trabalho é dando condições para fazer o que ele gosta para que possa descobrir, treinar e formar atletas na modalidade de atletismo”, comentou o diretor municipal de esportes, Hériton Sandrini.

Roberto Bortolotto

Bortolotto começou a carreira de atleta em 1985, quando era aluno do curso de Educação Física da Unesc. Ele foi campeão brasileiro e sul-americano de atletismo (200 e 400 metros), participou do campeonato mundial do Japão e da Espanha e ganhou 27 medalhas nos JASC (Jogos Abertos de Santa Catarina), sendo 22 de ouro.

Cris Freitas

HomenagemBortolotto03
HomenagemBortolotto04
HomenagemBortolotto
HomenagemBortolotto01
HomenagemBortolotto02