O livro Reparação, de Ian McEwan, é um clássico. O foco é um dia de verão normal do ano de 1935, quando vários destinos tomariam novos rumos com base em um erro de interpretação de acontecimentos percebidos. A adolescente Briony Tallis, que tem a ambição de se tornar escritora e vive em um mundo só dela, é a responsável pela mudança na rotina de sua casa. Ela julga o que vê, comete um erro e depois passa muito tempo de sua vida tentando repará-lo e amenizar as consequências.

O autor construiu uma história envolvente, com detalhes de pensamentos, sentimentos e vivências que são bem mais interessantes do que os acontecimentos. Outro ponto forte dessa narrativa é que alguns fatos são apresentados pelo ponto de vista de mais de um personagem. É importante lembrar que por ser um clássico, a leitura não é tão fácil, por isso é preciso ter mais dedicação a esta obra.

Reparação gira em torno da inocente Briony, uma menina que sem querer presencia algumas cenas e tenta entender o mundo adulto, principalmente a relação e o sentimento entre homem e mulher, mas isso parece ser demais para ela, causando a agonia e o desespero de algumas pessoas que ela ama.

Tudo começa quando Briony, em uma janela de sua casa, vê sua irmã mais velha se despir e mergulhar de sutiã e calcinha na fonte do quintal da casa, só que isso acontece na frente do amigo de infância de sua irmã, que é filho da arrumadeira da família e protegido de seu pai. Isso não lhe sai da cabeça, além de um bilhete com palavras que a desestruturam, também um beijo que a assusta e mais alguns detalhes deixam Briony sem saber o que pensar e a repulsa parece crescer dento dela. Com isso, ela comete um erro, faz uma denúncia que nunca mais vai conseguir voltar atrás e, com o tempo, vai buscando a reparação desse erro.

Isso se passa durante a Segunda Guerra Mundial e um dos personagens vivencia alguns momentos desse terror e vai tentando sobreviver. Reparação é um drama psicológico, a mente é uma armadilha para vários personagens, podendo destruir relações fortes e saudáveis. A história é muito rica em detalhes interessantes, é uma busca ao perdão, uma tentativa de viver com a culpa, com o sofrimento e com a injustiça, é a procura em conseguir reparar um erro cometido em um momento de imaturidade.

Reparação, de Ian McEwan – 444 páginas.