Colunistas

Resenha do livro Mas tem que Ser Mesmo para Sempre?

Ao se deparar com o título do livro Mas tem que Ser Mesmo para Sempre? já é possível imaginar seu estilo de leitura. E escrito por Sophie Kinsella então, não há dúvida que aqui está mais um romance divertido, descontraído, leve e que tem um relacionamento no mínimo interessante. Só que a autora oferece mais que isso, porque quem se aventurar a ler este livro irá se deparar com as consequências de estar enraizada na zona de conforto, com dificuldades de relacionamentos tanto entre um casal quanto com familiares, com situações imprevisíveis e outros temas.

Tudo começa quando Silvie e Dan, um casal feliz, vão a uma consulta médica e o médico comenta que eles ainda viverão muitos anos juntos e isso os assusta porque não tinham parado para pensar nesta possibilidade.

Silvie começa a se sentir angustiada e sugere a seu marido que façam surpresas um para o outro, e quando colocam o plano em prática, estas surpresas nem sempre são positivas e isso torna a leitura engraçada e descontraída. Na narrativa, ao mesmo tempo em que a angústia de buscar a garantia de um relacionamento interessante por mais várias décadas atormenta Silvie, ela também se vê ameaçada em seu trabalho, que já tinha uma rotina bem estruturada e se sentia feliz.

Conforme os dias vão passando, Silvie percebe a mudança de comportamento de Dan e fica desconfiada que tem algo errado. Ele nega, dizendo que está tudo bem, mas como ela já está um pouco paranoica, não acredita nele e vai buscar respostas. E sua insistência vai leva-la a descobrir um segredo que abala seus conceitos de felicidade, de vida organizada, de família estruturada. E de repente tudo fica confuso e diferente.

A vida é imprevisível e a autora traz isso de forma muito interessante nesta história. Essa pode ser uma leitura só para passar o tempo, para distração, para diversão, mas também pode ser um ótimo gatilho para reflexão, devido aos temas abordados. Enfim, é um livro rápido e fácil de ler, divertido, que tem um pouco de romance e situações inusitadas. O livro começou apresentando o casal Silvie e Dan que completavam a frase um do outro, se conheciam tão bem que sabiam como iam reagir em determinadas situações, tinham empregos estáveis, casa e duas filhas lindas, será que a história terminará tão bem quanto começou? Só lendo para descobrir.

Mas tem que Ser Mesmo para Sempre?, de Sophie Kinsella – 380 páginas

Topo
NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL
Receba uma vez por dia no seu e-mail, as notícias do Portal Veneza
Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros.