Resenha de Cartas para Valentina: um presente de uma mãe para sua filha
Colunistas Fabrícia de Pelegrini

Resenha de Cartas para Valentina: um presente de uma mãe para sua filha

Em 125 páginas, Munike Ávila deixa registrado para sua filha que está para nascer, algumas percepções da vida e relatos de experiências vividas em diversos países. Assim nasceu Cartas para Valentina, um livro com textos curtos, simples e cativantes.

Tudo começa quando Munike descobre que está grávida em plena pandemia e seus sentimentos mudam da dor para a esperança. Então decide escrever para seu bebê, contando sobre escolhas de nomes, boas lembranças vividas na infância, situações marcantes vivenciadas em suas viagens por países diferentes de sua cultura do sul do Brasil e muitas outras situações.

Resenha de Cartas para Valentina: um presente de uma mãe para sua filha

Nestes pequenos textos, Munike relata como uma música a tirou do medo para a tranquilidade em Sofia na Bulgária, o encontro com uma vendedora de lenços no deserto de Wadi Araba na Jordânia, o medo de lagartixa de uma italiana em Milão na Itália, e muito mais. Além dessas narrativas, a autora descreve diversas situações que viveu no passado e que lembra com fortes sentimentos com a intenção de passar para sua filha algum conselho para a vida como quando fala de despedidas, sobre família, lar, escolhas…

E no final, quem compra este livro fica sabendo que o lucro das vendas está sendo revertido para o projeto Escola Primária Kabiria que atende crianças refugiadas em Nairóbi, Quênia.

Cartas para Valentina, de Munike Ávila, 125 páginas.

Todos os dias as notícias do
Portal Veneza no seu e-mail

Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.