Kalana, Farmácia Gorini e Veneza
Segurança

Rede de Vizinhos na área central de Nova Veneza com baixo interesse da população

rede de vizinhos
Vitae

Criado em abril, grupo tem apenas 37 membros, contra 334 no Distrito de Caravaggio.

Visando reforçar ainda mais os canais de comunicação da segurança pública com a comunidade, a Polícia Militar de Nova Veneza quer aumentar a abrangência da Rede de Vizinhos criada em abril para a área central e arredores.

De acordo com números da corporação, enquanto o distrito de Caravaggio possui 334 participantes e São Bento Baixo já alcança 130 pessoas, o Centro do município conta com apenas 37 adeptos.

O sargento Galvão Angelino Custódio reforça que, mesmo que a pessoa esteja com a sensação de boa segurança, é importante participar de um grupo como a Rede de Vizinhos. “Porque pode pensar que não vai acontecer nada e, por isso, não querer fazer parte do grupo. Mas fazemos um trabalho sério e temos regras que funcionam bem, não permitindo outros assuntos que não sejam voltados para a segurança pública da comunidade”, argumenta.

Veneza Multimarcas
Auto Lavação de Venezia
Roteiros do Sul
Nossa Loja
Careás
Bel Mercearia

Para o comandante do destacamento de Polícia Militar de Nova Veneza, sargento Andrey Cláudio Teixeira, a importância da participação precisa ser analisada em dois pontos diferentes. “Primeiro pela questão da informação, uma vez que deixa o morador mais atualizado a respeito do local onde mora. E segundo que auxilia os próprios órgãos a manterem a segurança pública da localidade”, ressalta.

A ideia da Polícia Militar é organizar mais algumas reuniões com a comunidade, visando fortalecer a adesão. “Por ser uma área central, geralmente existem mais comércios do que residências, na comparação a um bairro, onde o foco são as casas. Só que, mesmo assim, sabemos que ainda existem mais pessoas que podem aderir à nossa Rede de Vizinhos. Se estiver preocupado em relação aos compromissos, daremos um jeito de reorganizar os horários para que todos possam participar”, acrescenta o comandante.

De acordo com o sargento Galvão, as fichas de adesão ao projeto foram deixadas na recepção da prefeitura de Nova Veneza. “As pessoas podem pegar, preencher e entregar para mim, na própria prefeitura, ou no destacamento da Polícia Militar. Na sequência, vamos organizando os próximos passos”, finaliza.

Francine Ferreira com edição de Willians Biehl

Coopera rodapé

Descubra Nova Veneza em Santa Catarina, a Capital da Gastronomia Típica Italiana. Notícias, turismo e restaurantes.

No ar desde 25 de outubro de 2005

Topo