Prefeitura
Colunistas

Quem deve ser o herói?

Quando temos nossos filhos vivemos numa constante preocupação para que tenham um vida saudável em todos os aspectos. Não medimos esforços para dar a eles conforto, boa educação, brinquedos (na minha opinião sempre demais), lazer e uma boa alimentação – mas sempre recheada de “bobagens”.

Eles crescem e a gente quer que tenham tudo que a sociedade nos empurra de goela abaixo. Sabemos que nem tudo está ao nosso alcance mas tiramos o “couro” no trabalho para dar aquele celular, aquela bicicleta, ou a camiseta da marca tal; sempre querendo acompanhar as novidades que a mídia nos oferece.

É uma loucura, você compra um celular por uma fortuna e dali três meses já lançaram outro para complicar a cabeça e o bolso dos pais.

-Ah, se eu não der meu filho vai ficar à margem da tecnologia, seus amiguinhos não irão nem querer sair com ele! Desculpa de alguns pais.

Veneza Magazine
Ótica NSA
Veneza Construções
Fabio Bratti Engenharia
Gran Amore
Farmácia Gorini

Pura bobagem. Nossos filhos nascem e nós pais, avós é que apresentamos a eles as coisas do mundo.

Nossas crianças só querem amor, carinho, atenção, respeito e limites. Sim, eles querem limites. Você nunca ouviu uma criança ou adolescente dizer “meu pai me deixa fazer tudo”? E você percebeu como essas crianças são infelizes? Não vou dizer que todas mas a maioria é infeliz.

Estou abordando este assunto porque li, na contra capa do Jornal A Tribuna do dia 22/01/2018, o artigo “Faça do seu filho o seu herói” da Psicóloga Aline Marques, membro da CERES – Associação Criciumense de Apoio à Saúde Mental. Eu confesso que encontrei naquelas palavras, ditas com uma simplicidade e clareza que chega a ser chocante de tão óbvias.

Aline mostra, em poucas palavras, o caminho para termos crianças saudáveis e prontas para enfrentar as dificuldades que a vida pode oferecer. Ela diz no final do seu texto …” Precisam sim, de educação, respeito e pequenas frustações comuns à vida, além é claro, de serem paparicadas de vez em quando.”

Meus filhos já são adultos, casados e me deram netos lindos, me preocupo muito com a saúde física e mental das crianças. Por isso li o artigo, recortei e repassei para os pais da minha família lerem e se possível reler de vez em quando para não esquecer nunca do que deve ser feito e dito para que todos sejam felizes.

Se você tiver oportunidade leia também, tenho certeza que vai gostar muito.

Maria Margarete Olimpio Ugioni

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply


Coopera rodapé
Topo