Vivi no céu por pouco tempo,
Mas tempo suficiente para entender,
Que nem mesmo lá,
Que dizem ser um lugar tão perfeito,
Era possível viver longe,
De tamanha imperfeição que é o mundo!

Nos falam para sermos de tudo um pouco,
Nos cobram compaixão,
Um pouco de razão,
E serenidade para viver em paz,
Enquanto todos gritam por ai,
O que acham ser correto!

Vejo flores, arvores e sorrisos,
Lágrimas e alguns pássaros,
Que parecem cantarolar desanimados
Em meio a ruas que parecem ser abandonadas,
Mas que possuem casas,
Tão lindas que não combinam com o lugar!

Vejo no mundo,
O que por vezes parece absurdo,
Mas que é tão normal para muitos,
Que na grande maioria das vezes é esquecido,
Que para viver,
Antes de tudo, um agradecimento deve permanecer,
Nos lábios de cada um,
Que tem o privilégio de estar vivo!