Onde está o amor?(Primeira parte)

O amor foi passear e não mais voltou. Ausentou-se daquela família, daquele casal, daquele namoro, daquela amizade…

O amor passou a não mais existir naquele ambiente. Que amor é este? Era o verdadeiro? Ou era o falso…

O amor é duradouro ou passageiro? O que é, afinal, o amor? Como você pode medi-lo? Pela intensidade? Pelo tempo? Pelas palavras? Atitudes?

O mundo atual carece de amor. Verdadeiramente o Mestre estava certo quando disse: “… o amor de muitos se esfriará” (…). Ainda bem que é de muitos e não de todos!

“O amor tudo suporta” (1 Coríntios 13.17). Mas ninguém mais suporta o próximo (ou melhor, quase ninguém). Basta uma palavra “mal dita” e… Acabou! Infelizmente àqueles que amam sofrem e, futuramente, deixam de amar em virtude do sofrimento de outrora.

Será que o amor não vai voltar mais naquela família, casal, namoro, amizade…?

Será que ele ainda pode ser resgatado?

Ainda há esperança! Nem tudo está perdido! Já dizia um compositor (in memorian): “Tente outra vez”. Não custa nada tentar! Se não der certo, pelo menos você tentou!

Uma coisa é certa: “Pode uma mãe abandonar um filho, mas Eu não te abandonarei, diz o Senhor” (Isaías 49.15). Ainda que ninguém tenha demonstrado (ainda!) que te ama aqui na Terra, há alguém que te ama lá no céu. E isso é o mais importante!

Todos os dias as notícias do
Portal Veneza no seu e-mail

Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

Bloqueio de anúncio detectado!

Por favor, para continuar é necessário desativar seu bloqueador de anúncios!