Onde esta o amor? (Última parte)

 

O amor sumiu, desapareceu. Alguém sabe onde ele está? Será que “tirou férias”?O que sabemos sobre ele? Será que entendemos verdadeiramente o que é o amor?

Todos querem ser amados. Todavia, nem todos amam. Queremos ser correspondidos, mas será que amamos verdadeiramente? O que você pensa do seu próximo? Você “torce” em favor dele? Principalmente quando ele prospera?

AMOR: uma palavra com apenas quatro letras, mas com uma profundidade incomparável.

O assunto (sobre o amor) é vasto e profundo, sendo que, na verdade, não há como expressar tamanha essência e riqueza em apenas três partes (ver artigos anteriores).

É oportuno mencionar que ninguém pode explicar melhor o amor do que o próprio autor dele, a saber: DEUS. A prova (prática) do Seu amor foi quando Ele enviou seu único filho (representando todos os seres humanos) para sofrer e morrer pela humanidade (João 3.16). Ninguém entende melhor os sentimentos humanos do que o próprio Criador. Ninguém jamais amou semelhante a Deus!

O mundo carece de amor. As relações desejam-no. Vale lembrar que os relacionamentos precisam ser aprovados por Deus, para que haja amor e perdurem.

Mas, afinal, onde está o amor? A essência do amor está com Deus. Passaremos a amar somente quando a presença dEle estiver sobre nós, pois Deus é amor (1 João 4.8).

Finalmente, precisamos da presença do Criador para a prática verdadeira do amor ao próximo. Além disso, necessitamos saber, de fato, o que é o amor (para sabermos se estamos ou não amando). Talvez, a melhor interpretação para expressar o assunto em pauta esteja nas palavras do apóstolo Paulo (leia: 1 Coríntios 13.3-8).

Todos os dias as notícias do
Portal Veneza no seu e-mail

Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

Bloqueio de anúncio detectado!

Por favor, para continuar é necessário desativar seu bloqueador de anúncios!