Estou sentada no sofá olhando para a rua através do vidro da janela. Tá um silêncio que nunca senti antes.

Não tem pessoas na rua, nem crianças brincando – já que estão sem aulas – bem poucos carros transitando, acho que a população tá mesmo levando a sério o pedido de reclusão domiciliar para todos. Melhor assim.

Vez ou outra escuto lá longe um riso de criança ou a voz de quem fala mais alto. Não saio de casa desde terça (hoje é sexta) e nem pretendo. Tenho receio de que alguém venha nos visitar por algum motivo.

Contam que nos mercados as pessoas se olham desconfiadas não querendo aproximação. Correto. Mas é estranho, é uma situação nunca vivida, pelo menos por mim. Estou com medo.

No final de 2019 começamos a escutar algumas notícias sobre o novo Coronavírus na China, parecia tão distante da nossa realidade que não demos muita importância.

Aos poucos as notícias foram se intensificando e as primeiras mortes foram registradas. Nossa preocupação aumenta principalmente quando a Itália, país descendente de muitos brasileiros, ainda mais da população do sul do Brasil, começa a adoecer.

E, de repente, o Brasil entra na lista dos países infectados. Nossas atenções se voltam para os noticiários. Começamos a ficar “antenados” e, sem exagero, com medo.

Eu estou com medo, não só porque já passei dos 60 anos, mas porque não sabemos tudo sobre a doença e onde ela se esconde. O vírus está em todo lugar, e segundo pesquisadores e médicos infectologistas todos nós seremos atingidos de alguma forma. Aqui no Brasil já temos casos de transmissão comunitária, então o vírus já circula entre nós.

Estamos em isolamento familiar mesmo sem estarmos doentes, precisamos impedir que o vírus se alastre com muita rapidez, evitando que o sistema de saúde entre em colapso e não consiga dar assistência a todos que procuram por atendimento.

Temos que vencer mais esta praga, evitando contato humano e ficando em casa, desta forma, se Deus quiser, podemos escutar nos meios de comunicação que o Brasil venceu o vírus COVID-19 com a colaboração e a compreensão de todos os brasileiros.

Que Deus nos proteja! Amém!

Maria Margarete Olimpio Ugioni