Colunistas

Netos e internet

Ter netos é a melhor coisa do mundo. Graças a Deus fui abençoada e tenho três netinhos maravilhosos. Netinhos modo de dizer, pois dois deles já são pré-adolescentes.

Fui criança, neta de avós carismáticos que sabiam agradar quando íamos visitá-los. Eu particularmente gostava demais de ir à casa dos meus avós, além de uma imensa chácara com vasta variedade de frutas, meu avó confeccionava “balaios” de cipó, que ele mesmo retirava do mato.

Era encrenca pura quando meu pai não levava a todos, sabíamos que quem ia voltava para casa com um cestinho, feito por meu avô, cheio de frutas ou ovos. Imaginem a festa que era para uma criança.

As avós do meu tempo eram aquelas criaturinhas amáveis, carinhosas, que faziam casaquinhos de tricô e crochê, que faziam doces e bolos deliciosos e que cozinhavam como ninguém.

E hoje? Como são os avós? Como agradar nossos netos? Sabem qual minha opinião? Internet.

Tenho ouvido vários depoimentos de avós, tios ou parentes sobre a ausência das crianças em suas casas porque não possuem internet; então se querem mesmo agradar contratem os serviços de uma boa internet.

A criançada vive conectada, o celular faz parte da rotina delas e celular sem internet tem pouca utilidade. Aqui em casa meus netos já me perguntaram se na casa da praia vai ter internet. E agora, o que fazer?

Se eu quiser ser como aquela vovozinha dos tempos antigos – também não tão antigo assim – mas usando “armas” atuais para agradar seus netinhos, mandarei instalar internet pra eles.

E como não agradá-los? É preciso ter um coração insensível para não atender um pedido deles.

E cá pra nós, também sou uma vovó dos tempos atuais e adooooooooro uma internet, vivo conectada.

Topo
NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL
Receba uma vez por dia no seu e-mail, as notícias do Portal Veneza
Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros.