Neoveneziano Waldir Rampinelli terá livro distribuído em escolas municipais de Florianópolis

200 exemplares serão doados para que os estudantes catarinenses possam conhecer a história da imigração italiana no interior do Estado.

“O Menino que vê o Mundo” é o título que o professor Waldir Rampinelli deu para a obra que traz um recorte das memórias do próprio autor, que nasceu e passou sua infância em uma cidade de imigrantes italianos, nossa querida Nova Veneza. O livro foi vencedor do Prêmio Academia Catarinense de Letras, na categoria crônica. Rampinelli, que é radicado em Florianópolis, é professor de história na Universidade Federal de Santa Catarina.

A pesquisa para o livro que conta crônicas da própria infância tem base em histórias contadas por seu avô e também pelo Padre Amílcar, figura conhecida por todos em Nova Veneza. “Quando adolescente, como seminarista, acompanhei o padre em muitas visitas nas comunidades e comércio local. Escutei muitas histórias dele e juntei essas informações com as do meu avô que também gostava muito de contar historias”, falou o professor. “Os documentos consultados são a própria memória e mostram os padõres comportamentais dos italianos e seus descendentes em relação à acumulação, ao trato com os bugres/negros/baiecos, à religião, ao fascismo de Mussolini, entre outras coisas”.

Como são crônicas baseadas em histórias reais, nomes fictícios foram utilizados. Mas moradores da cidade que puderam apreciar a obra conseguiram identificar alguns personagens. “Recebi ligações de pessoas que descobriram de quem a história tratava e deram até nomes”, contou.

Trazendo a história da região Sul de Santa Catarina, além da Nova Veneza, Criciúma também aparece na obra, que fala sobre o carvão. Por isso, Frank Maia, ilustrador que desenvolveu as artes do livro, utilizou carvão para desenhá-las. Para Rampinelli, ter sua obra distribuída nas escolas é uma realização. “Como escritor, a minha alegria é que as pessoas tenham contato com a obra. O prazer de que as pessoas possam criticar e elogiar é o objetivo da arte, isso mostra que ela causou impacto”, emendou o professor.

O livro se encontra na segunda edição. Cada edição tirou 1000 exemplares. Pode ser adquirido pelos sites da Estante Virtual, da Editora Insular, da Livraria Livros & Livros e também pelo telefone da Editora Insular 48 32329591.

Por Flávia Bortolotto

Todos os dias as notícias do
Portal Veneza no seu e-mail

Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

Bloqueio de anúncio detectado!

Por favor, para continuar é necessário desativar seu bloqueador de anúncios!