Por João Manoel Neto

O piloto neoveneziano Flávio Ghislandi Cúnico conquistou o terceiro lugar no Campeonato Sul Brasileiro de Motovelocidade em 2019.

Disputado em pistas do Rio Grande do Sul e Uruguai, Cúnico manteve a regularidade ao longo do ano e conquistou 69 pontos na tabela de classificação com sua moto BMW 1000 cilindradas, 199cv e 204 quilos.

“Consegui manter ao longo das cinco corridas sempre o 3º ou 4º lugares e isso fez com que chegasse em terceiro no campeonato, perdendo apenas para dois pilotos muito experientes. Já começamos o planejamento para a temporada 2020, e além do Sul Brasileiro pretendemos fazer algumas corridas na Argentina”, adianta o piloto.

O advogado de profissão disputou este ano seu primeiro campeonato profissional. No time de apoio da equipe FT (Família TrackDay), Cúnico contou com o apoio do mecânico chefe da equipe, Gilmar Gava (Cará), e do assistente de assuntos gerais, Anderson Mazzuco.

“A principal dificuldade encontrada é a parte financeira, pelos deslocamentos para outros estados e países, e pelo custo da manutenção da moto. Dentro da pista enfrentamos chuva e sol, e na última etapa, inclusive, acabei tendo uma pequena queda, mas felizmente não sofri nada de grave. No entanto, para completar a prova tive que pedir uma moto emprestada”, acrescenta.