Kalana, Farmácia Gorini e Veneza
Colunistas

Não tenho tempo (de novo)

O corre-corre do dia a dia é intenso e exaustivo. Muitas vezes, 24h não são suficientes para quase nada, precisaríamos de, pelo menos, umas 36h por dia para efetivarmos o que realmente temos para fazer.

Muitas coisas passam despercebidas, principalmente pelo fato do excesso de afazeres. Deixamos de fazer tantas coisas pela falta de tempo. Muitas vezes, nossa atenção e ação estão mais voltadas para algumas tarefas em detrimento de outras.

Livraria Jade
Ferragens Milanez
Amboni Refrigeração
Hotel Bormon

Geralmente, a área espiritual torna-se a mais afetada neste ínterim.

Passa e entra ano e alguns de nossos planos não se concretizam. Há alguns (poucos) que pretendem melhorar o nível espiritual: mais oração, mais contato com o Criador; porém, chega um momento que falamos: “Não temos tempo”, ou: “Deixa para depois”. Se alguém nos convida para ir à igreja, a resposta é: “Se tiver tempo irei”, e por aí vai…

Entrou o ano de 2017 e a “correria” continua e, novamente, a frase: “Não tenho tempo”, tem destaque. Todavia, às vezes, tiramos tempo para tantas coisas…, mas, para as coisas essenciais e espirituais: “Não temos tempo”.

Marta é um grande exemplo no que se refere à falta de tempo. Ela pediu para o Mestre Jesus entrar em sua casa, contudo, não lhe deu a devida atenção. O Bom Mestre chamou a atenção dela dizendo: “Marta, Marta, andas muito inquieta e te preocupa com muitas coisas” (Lucas 10.41).

Já pensou se um dia, quando mais precisarmos da ajuda de Deus, Ele disser: “Não tenho tempo”.

Será que Ele é obrigado a dispor do tempo dEle para nós, sendo que nós não dispomos do nosso tempo para Ele?

Pensemos nisso!


Topo