Colunistas Willians Biehl

Nada de reajuste

blank

Jucélia Vargas e Reginaldo de Oliveira Bernardo, presidente e vice do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal da região, estão brigando pelo reajuste salarial dos servidores municipais de Nova Veneza, e nesta segunda-feira, 07, estiveram reunidos na Câmara com vereadores da mesa diretora para pedir apoio à causa.

Não negociam

Os sindicalistas reclamaram que a administração não chamou para negociar nenhuma das reivindicações dos servidores, e segundo eles, o prefeito invocou na maioria dos casos a lei complementar 173/2020, que por conta da pandemia da Covid-19, criou regras para reajuste dos servidores públicos em 2020.

Só que…

Servidores públicos da área da saúde e assistência social estão fora da lei 173, logo, poderiam sim já ter recebido o aumento. Para o restante dos servidores municipais o que se pretende é o compromisso do reajuste de 2022, que chegará para apreciação dos vereadores de Nova Veneza nos próximos dias.

Já avisou

Jucélia adiantou que a proposta enviada pela prefeitura será negada em assembleia. Para ela, o prefeito Rogério Frigo é magoado porque em uma manifestação uma música de protesto foi cantata para ele, mas já avisa: “Isso vai ser o mínimo que terá se não houver negociação”.

Todos os dias as notícias do
Portal Veneza no seu e-mail

Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.