Por Leonardo Gava

O dia 7 de janeiro de 2020 será muito especial para Andressa Sobieray, mais conhecida apenas por Sobieray. A jovem de 25 anos, moradora de Nova Veneza, mas natural de Erechim, RS, fará um teste no Pato Futsal, time de futsal feminino profissional de Pato Branco, PR, que disputará a Liga Nacional de Futsal e também o Estadual.

“A expectativa está enorme, estou muito confiante. Estou há milímetros de realizar um grande objetivo, já estive mais longe, portanto estou pronta para tudo que vier para enfrentar”, conta Sobieray.

O time feminino do Pato Futsal já existia, mas não profissionalmente. Agora, em parceria com o Centro Universitário de Pato Branco (UNIDEP), o time se profissionalizou e Sobieray vê aí uma grande oportunidade para a vida.

“É uma grande oportunidade, ser jogadora de futsal profissional, que sempre foi minha paixão. Tem também a parceria com a Universidade, o que seria muito importante para os estudos. Será uma grande experiencia”, conta.

Sobieray já atuou profissionalmente, onde jogou a Liga Gaúcha de Futsal e Campo, mas não tinha remuneração alguma. Ela já teve experiência também na Argentina, onde jogou pelo futebol amador e tinha apenas uma ajuda de custo.

Algumas pessoas ligadas ao futebol de Nova Veneza fizeram a frente de ajudar Sobieray. Liderados por Nelsinho Ghislandi e Alex Carrador, decidiram cada um ajudar com um valor simbólico, mas que será muito importante para ela nesse tempo em que ficará fazendo o teste.

O sonho de Sobieray sempre foi o futsal, o que ela sempre jogou. “Ia jogar com o Brasil de Farroupilha este ano o campo pela Série A, mas eu amo futsal, me criei na modalidade e vou em busca do meu sonho”, conta.