Na última sexta-feira o projeto étnico “Bauco Ma No Tanto” organizou a primeira live denominada “Live Cultural Bmnt” voltada para os valores da cultura italiana. Com a direção e apresentação deste colunista e do empresário Sanciro Ghislandi que um grande entusiasta da preservação da nossa identidade cultural.

Essa foi a primeira de uma série que será feita terá até o final do ano. Alusiva aos 129 anos da fundação da “Colonia Nuova Venezia”, a transmissão teve participações gravadas de autoridades de vários segmentos do Brasil e do exterior. A prefeita de Nova Veneza do estado de Goiás e o secretário de cultura Otamir Carloni de Nova Venécia do estado do Espírito Santo, o professor e estudioso da língua vêneta de Bento Gonçalves Fernando Menegatti.

Da Itália o ex-presidente da província de Belluno que hoje é presidente da associação internacional Bellunesi Nel Mondo e outros italianos como Gianpietro Zanatta da província de Venezia e Eneida Gasperotto de Padova e muitos outros amigos da região participaram com suas mensagens gravadas.

Quatro componentes do grupo musical Eco Di Venessia e com participação da Mari Panatto Ghislandi abrilhantaram ao vivo. Carmem Ghislandi Nuernberg comandou a gastronomia típica que foi feita ao vivo durante a transmissão foi da típica “Casera Dei Bergamaschi”.

Com apoio de empresas cada live terá um tema, a próxima será “Magna la minestra, o salta par la fenestra” no dia 10 de julho com início às 20 horas. A partir do mês de agosto a transmissões serão feitas de outros municípios como: Siderópolis, Treviso, Urussanga, Pedras Grande, Criciúma e Cocal do Sul.  “Vardeghe fioi!!!”

Passarela Ayrton Brandão

Os irmãos engenheiros Bratti, Danilo e Guilherne da Bratti Metal Mecânico,  construtora responsável do mais novo cartão postal de Nova Veneza, a passarela Ayrton Brandão que será inaugurada na sexta feira dia três de julhos ás 19horas com a presença de autoridades, moradores, amigos e da família Brandão.

A passarela de metal sobre o Rio Mãe Luzia entre as localidades de Vila Florença no distrito de São Bento Baixo, Nova Veneza e Mãe Luzia no município de Criciúma e tem 96 metros de comprimento e pesa entorno de 17 toneladas. Mas, além da passarela, o acesso da margem direita, ou seja, de quase no lado neoveneziano o acesso foi urbanizado desde pavimentação, iluminação, bancos, lixeira, grama e o memorial que abrigará os dados da ponte e nome do homenageado, o engenheiro Ayrton Egídio Mattos Brandão.  “Belisima pasarela!!!”

El  moliner

Edson Antonio Ghisleri é um dos neovenzianos mais dedicado a nossa verdadeira identidade cultural. Ele é músico e maestro, passou por vários corais de Nova Veneza e atualmente rege os Coros Peregrinos da Montanha e o São Marcos.

Mas, Edson tem outra atividade, a de “moliner”, ou seja, aquele que macera os grãos de milho para fazer a polenta ou outras delícias. Ele é proprietário da marca farinha de milho “Di Veneza” . “Polenta e late ingrase le culate!!!”

Bela de i caveji longhi

Simpaticíssima bela jovem Amanda Gabriel Fuchs quando passa chama muito atenção pelos seus cabelos longos. Faz seis anos que ela não corta mais os belos cabelos longos que está com mais de um metro. Amanda pretende deixar mais longo.  “Bela tozata!!!”

La bela dela setimana

Uma mistura de raças faz de Silvia Zanoni estar entre as mais belas neovenezianas. “Zito, no te ocor da dir pì njente!!!”