Integrantes da Comissão Granizo estiveram reunidos nesta segunda-feira, 19, com agricultores atingidos pelo vendaval, no Salão Paroquial do Rio Cedro Médio em Nova Veneza. Presentes o presidente da Camara, Lodejane Zanoni e o Vereador Valmo Ugioni. O objetivo do encontro foi esclarecer as ações desenvolvidas em razão dos prejuízos com o vendaval de granizo, ocorridos há exatamente um mês. Segundo o engenheiro agrônomo da Epagri, Donato Lucietti, 269 propriedades foram atingidas, um prejuízo de 66% da produção de arroz do município, ocasionado um prejuízo total de mais 9 milhões na economia do município somando arroz, milho e outros produtos como produção de frangos.

O presidente da Câmara de Vereadores, Lodejane Zanoni falou sobre as audiências nos Ministérios do Desenvolvimento Agrário e Agricultura e Banco do Brasil. “Toda a documentação foi encaminhada junto aos órgãos competentes. O banco poderá protelar as linhas de créditos, mas os agricultores devem avaliar se é viável”, informou Lodejane. O presidente do Sindicato Rural, Evandro Boaroli ressaltou a importância das parcerias na comissão com entidades organizadas. “A Comissão está tentando buscar alternativas, mas exemplificou claramente o que diz respeito ao Proagro, o regulamento exige que a comprovação de perdas para usufruir do programa seja acima de 70% de prejuízos com a lavoura, e, em algumas situações no nosso município os rizicultores não terão direito de acionar o seguro”.

O vice-prefeito Marcos Spillere comentou que a situação abre uma discussão para serem criadas novas políticas agrícolas para proteger o agricultor através do Governo do Estado ou Federal.

Antonio Rozeng