Nos seus braços,
Perdi minha compostura,
Ao sentir o perfume de sua pele,
Invadir minha imaginação!

Ah, a imaginação,
Que fala tantas coisas,
E desenha nas nuvens,
Sonhos que até então,
Pareciam não existir!

Nos seus olhos,
Percebi um brilho diferente,
Que de encontro aos meus,
Fizeram a face corar,
Uma lágrima escapar,
E a felicidade permanecer!