Tecnologia

Empresa catarinense é referência nacional em inteligência artificial

Por redação Portal Veneza

A inteligência artificial é uma das tecnologias que está moldando nosso futuro. Desde a capacidade de interpretar dados até à possibilidade de deixar máquinas tomando decisões mais simples e rotineiras com base em análise de informação (cenário este mais explorado em filmes como O Exterminador do Futuro), empresas e governos por todo o mundo estão apostando nesta tecnologia, que só parcialmente está relacionada com o desenvolvimento de computadores. Na verdade, a IA é uma das iniciativas mais recentes de desenvolvimento da Google em África, como forma de fazer nascer o potencial daquele continente.

No Brasil, uma empresa com base em Floripa está se tornando uma referência em inteligência artificial para todo o Brasil. A Aquarela, que já tem escritório também em São Paulo, foi tema de reportagem recente do Globo (publicada no início de maio). Joni Hoppen, 35 anos, diretor de Tecnologia da empresa e um dos sócios fundadores, explicou que a intenção é “desenvolver padrões dentro dos dados coletados e sugerir caminhos do sucesso para cada tipo de negócio”, de acordo com os resultados dos dados.

Isso é algo que qualquer empresário deve fazer, claro. O dono de uma churrascaria saberá, olhando a seus concorrentes e sua experiência, em que dias deve esperar mais clientes ou que preços deve fazer. Entretanto, as grandes empresas, como a Embraer, e as prefeituras, podem fazer essas análises recorrendo a Inteligência Artificial, pois têm bancos de dados demasiado grandes para serem vistos “manualmente” e seus resultados têm efeitos consideráveis, também.

Exemplos práticos de aplicação de inteligência artificial

O Globo relata alguns exemplos práticos. A prefeitura de Vitória (ES) vinha sofrendo com o absenteísmo de consultas médicas; identificando os “furos”, foi possível reduzir o problema. Com a Embraer, o sucesso se deu com a redução de perdas de manutenção, através da identificação de problemas com peças. Aquilo que parece difícil de identificar se baseado no senso comum, se torna mais fácil quando os programas de análise verificam uma grande quantidade de dados e detetam um ou mais padrões.

Áreas de futuro

A Aquarela começou como uma empresa de MEI (microempreendedor individual) e já virou uma SA; algo extremamente raro e que mostra bem o quanto conseguiu crescer. Fundada em 2012, vem crescendo a um ritmo fortíssimo, que foi de 300% só em 2018. E o mercado é imenso. “Logística, indústria, trânsito, marketing e educação” são as principais áreas de ação apontadas pela empresa aos repórteres do Globo. Mas o maior desafio estará logo à partida: fazer passar a mensagem de como a Inteligência Artificial, nessa vertente de análise computorizada de dados, é um meio muitíssimo mais eficiente de apoio à tomada de decisão.

John Hoppen acrescenta que o uso intensivo de dados é uma tendência que, em termos históricos, poderá ser comparada à evolução da informatização nos anos 1990, e o surgimento e generalização da internet nos anos seguintes. É o chamado “caminho sem volta”, pois ninguém vai se atrever a se lançar no mercado, seja em que área for, sem essas ferramentas. A análise de dados no apoio à tomada de decisão, segundo a Aquarela, será o passo seguinte.

Mas será que toda e qualquer empresa tem a dimensão para beneficiar do trabalho da Aquarela? Talvez não, mas a própria Aquarela criou metodologias para analisar o “grau de maturidade dos dados do cliente”. Aí, caberá ao cliente saber o quanto estará disposto a investir para conseguir resultados.

Topo
NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL
Receba uma vez por dia no seu e-mail, as notícias do Portal Veneza
Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros.