Em junho, arrecadação de Santa Catarina atinge R$ 2,99 bilhões
© Ricardo Wolffenbüttel
Economia

Em junho, arrecadação de Santa Catarina atinge R$ 2,99 bilhões

A arrecadação total catarinense, em junho, foi de R$ 2,99 bilhões, crescimento de 0,5% em relação ao mês anterior. Somente com ICMS, foram arrecadados R$ 2,37 bilhões.

“Esse número demonstra uma recuperação dos setores. Muitos foram fortemente impactados pela pandemia e agora têm reagido de maneira consistente. O Governo tem feito ações e oferecido programas para ajudar nesta retomada, que já está ganhando ritmo e será consolidada com a vacinação da maior parte da população”, frisou o governador Carlos Moisés.

“O Estado tem registrado uma média muito próxima dos R$ 3 bilhões nos últimos três meses, mantendo o equilíbrio econômico. Para julho, com a retomada dos pagamentos das empresas pertencentes ao Simples Nacional, a expectativa é ultrapassar este montante”, explica a diretora de Administração Tributária da Secretaria de Estado da Fazenda (SEF), Lenai Michels.

Em março, foi aprovada a postergação do pagamento de ICMS para empresas optantes do Simples Nacional, com datas a partir de 20 de julho. Com a medida, os contribuintes puderam postergar as competências mensais em até duas parcelas e, assim, minimizar os efeitos da crise causada pela pandemia.

“Ainda temos muitos setores que estão com dificuldades por conta da crise, que teve seu auge no primeiro semestre do ano passado, com perda na arrecadação superior a 30% da expectativa. Por isso, traçamos ações para reduzir as perdas e para que o Estado tivesse uma rápida retomada econômica”, salientou Lenai.

Além das ações adotadas pela Fazenda, a parceria com o setor produtivo merece destaque. A gerente de fiscalização da SEF, Danielle Neves, complementa que as operações que estão sendo realizadas em todo Estado também têm colaborado com o incremento na arrecadação. “Temos realizado ações para combater a sonegação e demais irregularidades, em parceria com diversas instituições, com o objetivo de coibir tais práticas que são prejudiciais para a economia catarinense”, avaliou.

Setores seguem em alta

Junho foi o segundo mês consecutivo que todos os setores analisados pelos Grupos Especialistas Setoriais (GES), da Fazenda, registraram alta na arrecadação. O crescimento mais expressivo foi registrado pelo setor automotivo e de autopeças, com alta de 151,27% em relação ao mesmo período no ano passado; seguido do têxtil, com incremento de 80,32%; e dos combustíveis e lubrificantes, com acréscimo de 73,66%.

De acordo com a coordenadora-geral dos GES, Maria Aparecida Mendes de Oliveira, a última vez que a arrecadação de Santa Catarina havia registrado alta em todos os segmentos foi há mais de dois anos. “Alguns setores vinham impactados por outras crises, como o de automóveis, por exemplo, e com a pandemia, foi ainda mais prejudicado. Contudo, as análises apontam que a economia catarinense vem se fortalecendo em todas as áreas. A expectativa é positiva para o segundo semestre”, apontou.

Por Michelle Nunes

Todos os dias as notícias do
Portal Veneza no seu e-mail

Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.