Proposição que denomina  rua Pedro Frederico Frigo, aquela que inicia na rua dos Imigrantes e termina na divisa municipal, foi aprovada na noite desta terça-feira, dia 7, na Câmara de Vereadores.

Com autoria do vereador Aroldo Frigo Junior (PSDB) o projeto de lei nº0006, de 30 de julho de 2018 que denomina rua Pedro Frederico Frigo, aquela que inicia na rua dos Imigrantes e termina na divisa municipal, foi aprovado por todos os vereadores da Casa Legislativa de Nova Veneza, na noite desta terça-feira, dia 8, durante a sessão ordinária.

Um dos netos do homenageado, Ricardo Brogni, fez uso da Tribuna Livre durante a sessão para falar um pouco da vida do avô que nasceu em 22 de agosto de 1911 em São Bento Alto.  Pedro Frederico Frigo,  filho dos imigrantes italianos Giovani Batista Frigo e Irene Bertti Frigo, teve seu primeiro trabalho na lavoura, já que seus  pais eram agricultores.

Em 10 de fevereiro de 1934 casou com Anita Amboni Frigo e foram residir na comunidade de São Pedro. O neto destacou que em 1959 o avô fez uma ação social doando 10 mil metros quadrados de terra situados na localidade de São Pedro, para o governo do Estado de Santa Catarina para a construção de um prédio escolar.

Foi também comerciante, proprietário de um armazém em São Pedro durante um período de sua vida, até na década de 60 ir residir no Centro de Nova Veneza e atuar como funcionário público.

O legislador autor do projeto de lei, também é neto do Pedro Frederico Frigo, ou Pierin, como era conhecido por muitos. “Me sinto honrado em hoje fazer essa homenagem ao nono Pierin que era um homem muito bom. Estava sempre a disposição para ajudar. Tanto que é filho de imigrantes que vieram com dificuldades para o Brasil e ali em São Pedro com o pouco que tinha em época ele fez uma ação social, doando e sendo um visionário para que as crianças pudessem ter o ensino básico, para que pudessem ser alfabetizadas. Hoje nós temos essa rua Pedro Frederico Frigo e quem quer saber o porque, é só vir buscar nos anais desta Casa após sanção do prefeito Rogério Frigo e saberá do motivo grandioso Pedro Frederico Frigo, meu avô, ter recebido essa denominação”, comemorou.

Para o vereador Rodrigo Vitalli Spillere (PSD) esta homenagem em forma de denominação de rua é mais do que justa. “Foi um homem que ajudou a construir esse município, inclusive fazendo uma doação. A gente vê tanto nome de rua de gente que nunca pisou no município, então é mais do que justo homenagear gente daqui, que ajudaram a construir essa cidade maravilhosa”, afirmou.

O vereador Carlos Eduardo Ghislandi, o Dado (MDB), conta que teve muito contato com o Pierin e acredita que ele realmente merece esta homenagem. “É mais do que merecido. Eu posso falar porque me criei ao redor da casa do seu Pierin, e ele foi uma pessoa sempre atenciosa, sempre trabalhando pela comunidade, inclusive nas festas da igreja. Quem não se recorda quando ele tocava a gaita e cantava quebra quebra gabiroba? a festa não estava completa se não tinha o quebra quebra gabiroba. Realmente um cara bacana, todos gostavam dele e deixou uma família que também contribui bastante para o crescimento do nosso município”, pontuou

No plenário o vereador Altevir Selésio Amboni (PP) lembrou que conheceu bem o Pierin, assim como o vereador Cesar Augusto Pasetto (PSDB). “Tive o prazer de conhecer o Pierin. O Pierin criou uma família exemplar. A família Frigo ajudou e continua ajudando o nosso município a crescer e se desenvolver”, disse Pasetto.

No entanto, o presidente da Casa, Eloir Minatto, o Biro Biro (PSD), relatou que não teve o prazer de conhecer o homenageado com a denominação, mas que conhece o legado que ele deixou. “Quando a gente faz uma homenagem para uma pessoa desse nível, uma pessoa do bem, acho que isso é muito importante. Temos que homenagear pessoas boas, que são exemplos na nossa comunidade, pessoas que deixaram algo de bom. A gente tem que valorizar as pessoas que fizeram coisas boas para o nosso município, que deixaram uma família, um legado de pessoas boas que seguem no mesmo caminho. Essa nomeação de rua vai ficar eternamente cravado na memórias das pessoas, e aqui nesta Casa”, salientou o presidente.

Por fim, como todos os vereadores que parabenizaram o legislador Aroldo Frigo Junior pela autoria do projeto, o vereador Edaltro Luiz Bortolotto (PSDB) também fez questão de parabeniza-lo e dizer algumas palavras. “Essa homenagem vai ficar eternamente gravada em nosso município, com a lei sancionada e depois com a colocação da placa na rua. Naquela época ele já se doou para a comunidade e hoje toda a família é envolvida com a comunidade. Para o município é muito importante”, comentou Dalto.

Rafaela Trombin Maciel