Ocorrências

Pelos meus cálculos participei do atendimento de mais de treze mil ocorrências enquanto na ativa. Tantas que até hoje sou parado nas ruas e recebo o carinho destas felizes pessoas. Estas, falam do acidente com o carro, da queda do prédio, dos incêndios em apartamento, casa, mina, dos partos emergenciais … os pequenos devem estar grandes, é verdade! E as demais com naturezas diversas. Estas coisas me dão a certeza em dizer, que tenho história pra contar …

Crédito: Flávia Ricken                                 

Bombeira filha

Inúmeras foram as vezes que ao chegar em casa depois de 24 horas em serviço, eu sentava a porta da cozinha e começava a falar sobre os atendimentos.

Numa das vezes Maria Laura (filha mais nova), vem ao meu encontro falando: pai! Pai! … Eu respondo: pai?! Daqui pra frente é Cabo Pai … KKK… Risos incontroláveis!! Vicissitudes cômicas da caserna …

Lembro que Camila ouvia atentamente, e ainda questionava algumas das situações. E assim passaram anos e anos até que as histórias começaram a vir de quem as escutava

Parto emergencial

“Pai! As contrações da grávida estavam acontecendo uma seguida da outra, estávamos ainda longe do hospital. Era o segundo filho da mulher, o primeiro fora de parto normal, e nesta gravidez o pré-natal estava em dia. Quando vi o bebe estava coroando (nascendo), peguei o kit parto e acompanhei o processo, foi aí que chegamos no pronto socorro e antes de abrir as portas do ASU, a criança chorou … e a guarnição também …”

O primeiro serviço

No começo era um serviço normal, a não ser pela coincidência, onde os “contadores” de histórias estavam pela primeira vez na mesma guarnição. Eu de na função de Chefe do Socorro e a Soldado Camila, minha filha, comigo e demais colegas no ABTR (caminhão de combate a incêndio e resgate).

O primeiro incêndio

Naquela tarde o alarme de incêndio interrompeu o café da guarnição, e todos partimos para a viatura. No caminho sirene aberta, faróis ligados e um filme passando em meus pensamentos … estava ali se desenhando a primeira história que iríamos contar juntos na ceia de natal para os demais da família.

Fui informado via rádio que o incêndio era numa residência, e como de costume passei informações dos cuidados, lembrando os bravos que uma ocorrência nunca é igual a outra. Não deu tempo de piscar, a chefe da linha da direita já estava combatendo as chamas … Vai Camila!!

Homenagem

Aos Bombeiros Militares e civis da ativa e reserva, parabéns, pela passagem do dia 02 de julho, dia nacional dos Bombeiros.

Palestras: (48) 99172-9433