Colunistas Giovana Baroni

E aí, vai ter ou não?

blank

2020 está sendo um ano um tanto quanto atípico, não é? Quem concorda respira. Brincadeiras à parte, estão aparecendo cada vez mais pessoas com sintomas de ansiedade diante da aproximação das festas de final de ano e o medo de não poder comemorar, ou o medo de comemorar e ser contaminado. Chamamos isso de ansiedade situacional, que acaba surgindo diante de um estímulo específico.

É como se o nosso corpo funcionasse para se auto preservar, sendo a ansiedade, um sinal desse corpo diante do desconhecido, do incerto, do incontrolável: tudo o que essa pandemia trouxe a nós neste ano. Algumas pessoas querem ir para a praia, aproveitar o verão e as festas de final de ano, outras estão reclusas e preferem a sensação de segurança e isso varia de pessoa para pessoa: mas o importante é ficarmos de olho nas recomendações dos órgãos competentes que estão na linha de frente dessa situação em que todos estamos vivenciando.

E aí, vai ter festa de final de ano ou não?

Como são datas bastante tradicionais e que geralmente acaba reunindo a família, ou ainda, proporcionando momentos de desligar-se do trabalho e recarregar as “baterias”, muitas pessoas perguntam-se como vai ser esse final de ano, como será esse natal, e inclusive, muitas acabam perdendo o sono com isso. Não sei você, mas eu tive a sensação de ter dado um espirro em março, e chegou em novembro!

É bastante comum o fato de nos sentirmos engolidos pelo tempo diante dos acontecimentos, e quando vivenciamos sintomas de ansiedade específicos isso pode se tornar ainda mais angustiante. Minha sugestão é que você:

  • Respire e saia do automático.
  • Olhe para as suas possibilidades: o que é possível no momento.
  • Lembre-se que, mais importante do que datas, são vidas.
  • Fique de olho nas recomendações dos órgãos competentes (informações de confiança).
  • A ansiedade é um sinal do seu corpo pedido atenção, cuide de você!

E não, ainda não sabemos como será o finalzinho de 2020, mas o que sabemos é que desejamos iniciar 2021 nos sentindo bem e com saúde, concorda? Nem sempre o que desejamos é possível, mas aquilo que é possível no momento pode nos acolher. Se não for possível, crie maneiras de comemorar essas datas com as pessoas que estão perto de você. Não se limite às tradições, mas traga-as com você por onde fores.

Faz sentido?

Fica a reflexão!

Grande abraço!

Participe conosco! Envie suas dúvidas ou sugestões para o e-mail gihh_b@hotmail.com Fico à disposição também no Instagram: @psicologagiovanacbaroni

blank

Todos os dias as notícias do
Portal Veneza no seu e-mail

Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.