Duas bicicletas, 2.783 quilômetros rodados, 17 dias pedalando, sem equipe de apoio, e uma sensação indescritível de completar um dos maiores desafios da vida.

Com força de vontade e amor ao esporte, os ciclistas Alberto Ranacoski, o Betão, de Nova Veneza, e Tiago Back, de Forquilhinha, saíram da região carbonífera no dia 14 de março com destino a Argentina e ao Uruguai.

“Foi a maior distância que eu percorri desde que comecei a praticar. 17 dias fora de casa, 15 deles pedalando. Acho que pouca gente superou essa distância. Fizemos uma excelente viagem, percorrendo três países, sem pegar chuva em nenhum momento e com pouco vento”, explica Betão.

Para ele, o sucesso do desafio vem relacionado a preparação física e psicológica. “Teve bastante preparação. Saber lidar com a dor de estar 14, 15 horas em cima da bicicleta. Mas aprendemos técnicas para suportar o desconforto com treinamentos de repetição. A preparação psicológica também é importante. Pensar positivo para que as coisas aconteçam dentro do normal”, coloca.

A viagem dos dois ciclistas foi compartilhada em todos os momentos pelas belas paisagens. “Conhecemos cidades e pessoas espetaculares. Ainda estamos curtindo essa conquista pessoal. Não temos isso como uma competição, mas para a gente é um troféu sentimentalmente especial”, comemora Betão. “O próximo desafio ainda não está planejado, mas pode surgir a qualquer momento”, brinca o ciclista.

Acompanhe aqui neste link todo o registro da viagem.

João Manoel Neto
WhatsApp Image 2018-04-06 at 12.34.00
Na divisa de SC com RS em Torres.
WhatsApp Image 2018-04-06 at 12.35.02
Madrugando na BR 290.
WhatsApp Image 2018-04-06 at 12.57.50
Um dos monumentos nas praças de Buenos Aires. É uma tulipa de aço que se abre durante o dia e fecha à noite.
WhatsApp Image 2018-04-06 at 12.52.00
La Bombonera, estádio do Boca.

WhatsApp Image 2018-04-06 at 12.46.56 WhatsApp Image 2018-04-06 at 12.42.08 WhatsApp Image 2018-04-06 at 12.40.25 WhatsApp Image 2018-04-06 at 12.37.12 WhatsApp Image 2018-04-06 at 13.08.59