Por Francine Ferreira com edição de Willians Biehl

Dados do último Boletim Epidemiológico divulgado na noite dessa terça-feira, 19, apontam que Nova Veneza possui 19 casos de pessoas contaminadas pela Covid-19. Deste número, seis já estão curados e um homem sem comorbidades precisou ser hospitalizado, seguindo com quadro estável. Outro paciente também chegou a ser encaminhado para avaliação hospitalar, mas foi liberado e pôde retornar para casa. Os demais são casos recentes, que ainda estão no período de monitoramento e isolamento, mantendo quadro leve.

>>> Governo inclui cloroquina em tratamento de casos leves de Covid-19

Mas como tem sido o tratamento disponibilizado no município para essas pessoas infectadas?

De acordo com a médica Marie Piazza Pagnan, que acompanha o tratamento dos pacientes diagnosticados com Covid-19 em Nova Veneza, de forma geral, o tratamento vem se baseando no uso de sintomáticos, que são medicamentos para aliviar os sintomas de tosse, coriza, febre e dor.

Além disso, em determinadas situações recentes, foi iniciado um protocolo do uso de hidroxicloroquina e azitromicina, a partir de uma decisão entre médico e paciente. “Isso para alguns grupos específicos, onde poderia haver algum benefício destas medicações, desde que o paciente não tenha nenhuma contraindicação, faça o acompanhamento da equipe e também concorde em fazer o tratamento que, no momento, é off-label (ainda sem evidência científica)”, explica.

O alerta quanto aos cuidados

De acordo com Marie, a procura por atendimento na Central de Triagem do município praticamente triplicou desde a última semana. “E temos tido confirmação de novos casos de residentes de Nova Veneza quase diariamente. Por isso, é essencial o cuidado ao sair de casa, fazer uso de máscara, higiene constante das mãos e evitar locais com aglomerações, pois é onde há maior chance de contágio”, acrescenta.

A orientação é para que os moradores procurem tirar dúvidas em contato com a Vigilância Epidemiológica, por meio do número: (48) 99115-8863. “O Centro de Triagem deve ser procurado apenas em casos onde há sintomas suspeitos de gripe, em que a pessoa precise de avaliação médica. Pedimos que quem não tenha sintomas evite procurar atendimento, pois é onde recebemos todos os pacientes confirmados para Covid-19 e, por isso, o local é considerado contaminado”, finaliza a médica.