Dirigir na Europa é ter a certeza que encontrará um trânsito muito seguro em relação ao Brasil.

Claro que aqui na Europa também acontecem acidentes, porém, vejo que o europeu não entra na estrada dirigindo de uma forma como se estivesse competindo e com pressa de chegar.

Eu que sou caminhoneiro me sinto muito seguro dirigindo aqui. Por exemplo, numa ultrapassagem em pista dupla, basta eu ligar a seta e o carro que está na pista da esquerda, quase me superando, é capaz de diminuir a velocidade para deixar eu entrar. Já no Brasil numa pista dupla, principalmente no estado de São Paulo, o infeliz está longe 3 km e já começa piscar o farol para o caminhoneiro não entrar.

Aqui na Europa, principalmente nos países como Alemanha, França, Suíça e Holanda, as pessoas estão sempre com calma no trânsito. Quantas vezes nesses países eu chegando numa faixa de pedestres e demorado pra pôr o pé na faixa para não fazer o carro parar a toa e o carro já de longe esperando eu atravessar.

Percebo que aqui os condutores estudam para a prova e quando tiram a CNH, vão para a estrada procuram cada vez mais melhorar no trânsito.

Já no Brasil muitas pessoas estudam muito pra passar e depois que vão para estrada fazem no trânsito aquilo que lhes convém. Ninguém aqui anda pelo acostamento, não porque é multado, mas por respeitar o próximo, afinal, todos querem chegar em seus destinos.

Lembram de como era o trânsito na ponte de Laguna onde os caminhoneiros ficavam até 6 ou 7 horas para atravessá-la, enquanto que os automóveis passavam pelas laterais?

Aqui o povo é tão preocupado com o próximo no trânsito, que quando o tráfego para, eles ficam tudo à direita e à esquerda, deixando um corredor central caso alguém precise passar com urgência.

É incrível também como o tráfego flui, porque em horários de pico não tem esse negócio de preferencial, é uma vez de cada nos cruzamentos, enquanto isso o tráfego não para.

Quem quiser dirigir pela Europa não precisa ter medo, é só seguir as placas e leis de trânsito que dá tudo certo. Todos fazendo certo é difícil dar errado.