Com o avanço da vacinação em SC, óbitos de idosos por Covid-19 têm redução de 75%
©Júlio Cavalheiro
Vacinação

Com o avanço da vacinação em SC, óbitos de idosos por Covid-19 têm redução de 75%

A campanha de vacinação contra a Covid-19 em Santa Catarina já apresenta resultados práticos em termos de vidas salvas. De março a junho, o número de óbitos de pessoas com 60 anos ou mais, grupo em que a imunização já está avançada, diminuiu aproximadamente 75%. Nas demais faixas etárias, que passaram a receber a primeira dose ao longo do mês passado, a redução no mesmo período foi de 26%. 

Na avaliação do governador Carlos Moisés, são dados que provam a importância do esforço do Governo do Estado em acelerar a imunização dos catarinenses. “Nosso esforço agora é para garantir doses a todos os catarinenses o quanto antes e salvar vidas em todas as faixas etárias. É muito importante que cada cidadão se vacine assim que chegar a sua vez. Todas as vacinas são capazes de proteger e os números deixam isso muito claro”, ressalta o governador.

Com o avanço da vacinação em SC, óbitos de idosos por Covid-19 têm redução de 75%
Óbitos por Covid-19 Gráfico: Secretaria Executiva de Comunicação/SC Fonte: Dive/SC – Secretaria de Estado da Saúde – Governo de Santa Catarina Obter dados Criado com Datawrapper

De acordo com o vacinômetro da Secretaria de Estado da Saúde, aproximadamente 96% da população idosa já tomou a primeira dose da vacina e 53% completou a imunização com a segunda dose. Como resultado, junho foi o primeiro mês desde o início da pandemia em que menos da metade dos óbitos foi de pessoas com 60 anos ou mais.

Nesta quinta-feira, 1º de julho, o Governo do Estado divulgou um novo calendário de vacinação. A previsão é que toda a população catarinense vacinável – acima dos 18 anos – receba, pelo menos, a primeira dose do imunizante até o dia 31 de agosto. Com o anúncio, foi antecipado em 53 dias o calendário divulgado anteriormente.

A Secretaria de Estado da Saúde alerta que, mesmo com o avanço da vacinação e os resultados já perceptíveis, ainda é preciso adotar os cuidados para minimizar o contágio. Distanciamento, uso de máscara, ambientes bem arejados e higienização das mãos são as principais medidas para evitar contrair o coronavírus.

Por Renan Medeiros

Todos os dias as notícias do
Portal Veneza no seu e-mail

Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.