Por Willians Biehl

Colaboradores contaminados trabalhavam na higienização do frigorífico. 

No início da manhã desta quinta-feira, 22, 25 funcionários do frigorífico da JBS de Nova Veneza, foram encaminhados para o pronto atendimento do Hospital São Marcos. Os colaboradores apresentavam sintomas de intoxicação; tontura, tosse, dor de cabeça, ardência nos olhos e ânsia de vômito.

A suspeita é que a contaminação tenha sido causada por cloro. Os trabalhadores afirmam que recentemente houve mudança no produto distribuído para as equipes, que antes seria de forma líquida e agora a granel.

Conforme o diretor do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Criciúma e região (Sintiacr), Célio Elias, desde a última sexta-feira, 16, os funcionários já estavam relatando o problema. “Houve reclamações desde sexta-feira, mas a empresa não tomou nenhuma providência. A dosagem de cloro foi muito alta, por isso, houve essa intoxicação da equipe,” afirmou o diretor.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a empresa afirmou que os colaboradores foram encaminhados ao hospital e após consulta médica foram liberados e passam bem. A Companhia apura a causa do ocorrido.