Infoway cabeçalho
Segurança

Após confusão pai é detido em escola no Caravaggio

WhatsApp Image 2018-01-25 at 18.28.13
Vitae

Ele teria ficado furioso após o cancelamento da matrícula de seu filho.

Por volta das 13h15min desta quinta-feira, 25, a Polícia Militar foi acionada para se deslocar até a escola municipal Terezinha Pazetto Spillere, no distrito de Caravaggio em Nova Veneza.

Chegando no local os policiais detiveram o jornalista Hugo Ronchi de 29 anos, que após receber a notícia de que seu filho de dois anos não teria a matrícula renovada, solicitou à gestora da unidade, uma declaração da negativa da matrícula, para que pudesse pleitear ressarcimento junto ao município, e também uma outra vaga em Criciúma.

Ao informar que o documento não poderia ser entregue por ela sem consultar a Secretaria Municipal de Educação, a mulher de 31 anos, teve os materiais de sua mesa jogados no chão, um vaso quebrado e alguns documentos rasgados, além de ser ofendida com palavrões.

Fabio Bratti Engenharia
Veneza Magazine
Veneza Construções
Dolomiti Caravaggio
Hotel Bormon
Móveis Mondardo

“Meu filho estuda nesta escola já faz dois anos. Fiz a matrícula e esperaram eu comprar todos os materiais e uniforme com o nome da escola, agora, só no dia em que vou levar meu filho eles se negam a recebê-lo. Errei com minha atitude, mas isso é retaliação por conta do trabalho que estou fazendo com o jornal? Conheço alunos que estudam na mesma escola e a mãe não trabalha, e porquê isso só comigo?” questionou Ronchi.

O Portal Veneza também conversou com o secretário de educação do município, Guilherme Vieira, ele informou que devido a uma resolução do município, para a matrícula poder se efetivada, a mãe precisa comprovar residência ou trabalho fixo em Nova Veneza. “Nesse caso específico, no primeiro ano foi apresentado um comprovante de que a mãe trabalhava em uma facção em Nova Veneza, já no segundo ano a matrícula foi feita porque eles declararam que o jornal circulava no município, mas circula em toda região. Então este ano foi solicitado um comprovante de que a sede do jornal estivesse em Nova Veneza, o que não aconteceu,” informou Vieira.

“A Rede Municipal de Educação busca acomodar e oportunizar matrículas para todos, porém, visto a demanda e conforme a Resolução N°003/2017 do Conselho Municipal de Educação que vem para estabelecer critérios e orientações para matrículas em creches e centros de educação infantil de período integral, buscando formas mais justas e possíveis para atender os pais que residem e trabalham no município.,” finalizou o secretário.

Após a confusão o empresário de 29 anos foi encaminhado para à delegacia da Polícia Civil no centro da cidade. Ele responderá um inquérito por desacato e dano ao patrimônio público.

Willians Biehl

WhatsApp Image 2018-01-25 at 18.28.13 (1) WhatsApp Image 2018-01-25 at 18.28.12

Coopera rodapé
Topo
%d blogueiros gostam disto: