Por Maristela Benedet

Com caixão e personagens simbolizando a empresa, trabalhadores da JBS de Nova Veneza estão protestando em frente a agroindústria nesta sexta-feira, 9, das 12h até as 17h,  contra a falta de fornecimento dos EPIs.

Conforme o diretor do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Criciúma e região (Sintiacr), Célio Elias, a empresa se nega a comprar, trocar as luvas que custam R$ 0,1 centavo o par, as toucas térmicas e demais equipamentos para a segurança e saúde dos trabalhadores. “Usam a mão-de-obra mas não valorizam os trabalhadores. Estão dificultando ainda o acesso ao atendimento médico dos profissionais doentes. São várias denúncias com frequência efetuada no sindicato”, explica Célio.

O sindicalista afirma que o protesto é para buscar sensibilizar a empresa que não senta para negociar e resolver os problemas.