Com o advento do novo coronavírus, a população é convocada a não sair de casa. E nesse interim, recebendo algumas instruções como o uso de álcool em gel para a higienização das mãos.

Numa tarde destas de final de verão, estava eu num supermercado e ao passar no setor de limpeza, observei que na prateleira onde era para estar álcool em gel e liquido, não havia nada. Logo ao sair do mercado, questionei um funcionário da frente de caixa, sobre a quantidade da compra do produto em questão. Respondeu: livre!

Concatenando as premissas, deduzi que algumas pessoas levaram o produto para suas casas em quantidade, presumo que outras ficaram sem. Nesta toada o fazer estoque de álcool em gel e líquido no lar, em um momento em que todos os familiares, inclusive crianças estão 24 horas neste recinto, não é auspicioso.

Este produto é inflamável, e como tal existem perigos, se não armazenados em local seguro. Imaginamos se alguma criança ou crianças manipulem álcool em gel ou pior, em líquido, sem a supervisão de um adulto responsável …

Créditos: Gisele Marcello Inácio                

A orientação para passar álcool em gel nas mãos para higienizá-las vem por todos os canais da mídia, e nossos pequenos também observam isso. Coloque este material fora do alcance delas e fiquem atentos gente, vai que elas queiram usar sem você estar por perto!

Obs: o supermercado limitou a compra do frasco em um por pessoa

                             Palestras: (48) 991729433