Carlos Cypriano João

Alarme falso de incêndio em festa

Sabem que o meu primeiro presente quando criança, foi um carrinho todo vermelho, de plástico do teto até as rodas, como eu gostava de fazer estradinhas na areia ou terra para poder trafegar com ele, bom demais! Já o segundo presente, mamãe me deu um caminhão de Bombeiro, como eu gostava daquele carro, na minha imaginação, atendia diversas ocorrências e a sirene saia do som da minha boca. Saudades disso!!

Fui crescendo e na pré-adolescência à escola nos levou ao quartel dos Bombeiros. Pessoas, gente! Que momento inexplicável estar ali interagindo com os militares. Naquele dia efetuaram diversas oficinas, desde tirolesa a combate a princípio de incêndio, para nós crianças tudo não passava de brincadeiras maravilhosas, mas o que estava sendo apresentado era a atividade diária dos mesmos.

Anos mais tarde já adulto percebi que a brincadeira havia acabado, tanto que me uni a eles, e tudo que tratava-se de proteção contra incêndio e pânico deveria ser conduzido de maneira séria e isenta de impropérios cômicos. Gostaram né? Podem anotar!

Final de semana passado fui convidado para um evento em um determinado clube, onde havia vários conhecidos. A festa tinha comida boa, bebidas à vontade, música de qualidade e o pessoal caia na dança. Até aí tudo bem, mas num determinado horário as pessoas começaram a deixar o ambiente e haviam alguns veículos impedindo a saída de outros. Educadamente o Disc Jockey – DJ, informou as placas e pediu que fossem ao estacionamento movimentar os carros.

Pois bem, teve uma pessoa que demorou a responder o chamado e de imediato o DJ falou em alto e bom som, para que todos os presentes pudessem escutar, que havia “FOGO! FOGO! ” .  Anunciando incêndio no veículo do proprietário que não respondeu a solicitação inicial.

Mediante a tal informação, estava eu numa posição privilegiada com boa visão de todo estacionamento. Alarme de incêndio falso, não havia fogo algum. Mas alguém pode pensar: ah! Isso é brincadeira. O ideal é deixar este tipo de brincadeira gente, para as crianças quando estão com seus carrinhos de bombeiros divertindo-se!

E se naquele momento um dos que estavam nessa balada, ao escutar alguém gritando fogo, acionasse via fone 193, a Guarnição dos Bombeiros para o local? Seriam dois avisos de incêndio falsos! Melhor é seguir o que minha Mãe Maria sempre fala: com fogo não se brinca meu filho! Solta o som DJ!!!

Topo
NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL
Receba uma vez por dia no seu e-mail, as notícias do Portal Veneza
Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros.