Calor na cara

Quando eu era garoto e ao atender um incêndio, na maioria das vezes sentia o calor do fogo no rosto. O combate era rústico, não havia indumentária de EPI (roupa protetora) apropriada, e muito menos o EPR (proteção respiratória).

Quando o negócio esquentava, molhava a farda, e se a fumaça chegasse perto, eu regulava o esguicho de água num neblinado e aproximava boca e nariz, aí conseguia respirar com facilidade.

A cor da fumaça do incêndio

Talvez você nunca tenha vivenciado isso, mas quando as pessoas avistam fumaça preta ao longe, é um indicativo de ser um incêndio numa edificação ou até mesmo em pneus. E de mesma forma poderemos saber se este sinistro, está sendo combatido pelos Bombeiros ou não. O contato da água com o material em chamas, provoca o resfriamento apagando o fogo. De maneira simultânea aparece o vapor, o que pode ser confundido a grande distância com fumaça branca.

Nos incêndios o que causa mais vítimas. O fogo ou a fumaça?

Vou direto respondendo gente! Há muito mais vítimas acometidas por intoxicação devido a inalação de fumaça, do que vítimas do fogo propriamente dito. Isso ocorre porque as pessoas usuárias das edificações não tiveram ou não têm, treinamento o bastante para abandono de local sinistrando.

Créditos: Juan Francisco Fernandes

Abandono de edificação em caso de incêndio

Ao receber o aviso ou escutar o alarme de incêndio, você deve sair da edificação com tranquilidade, se tiver recebido treinamento para isso melhor, se não, prossiga a evacuação do prédio sem levar nada consigo.

Passe pelas portas e as feche, sem trancar. Aproxime-se da parede e siga em direção a escadaria observando a sinalização e iluminação de emergência. Na escadaria, empunhe sua mão no corrimão na parte interna, este o levará ao térreo e dali para a rua.

Desde o aviso até a chegada a rua, faça o circuito agachado, pois o ar respirável se encontra próximo ao chão. E na parte de cima estará a fumaça, produto que poderá fazer de você, mais uma vítima de um potencial incêndio.

                       Palestras: (48) 99172-9433