Carlos Cypriano João

Você os Bombeiros e o habite-se

A felicidade toma conta da família, quando todos sabem que está próximo a finalização da obra com a respectiva entrega do apartamento.  Os preparativos estão em consonância com tal evento, a decoração da sala, a nova cozinha, os quartos das crianças e outros. No imaginário do futuro morador, resta pouco tempo e logo estarão residindo no novo “ap”.

Com o aroma de lar novo, descobrem de forma não oficial que a obra foi concluída e percebem que chegou o momento de fazer a mudança, e ter outro endereço está bem próximo. Claro, não é gente? Só que não!

O profissional Engenheiro civil, responsável pela obra, dará entrada com o PPCI – Projeto preventivo contra incêndio no quartel do Corpo de Bombeiros Militar mais próximo da futura construção, bem isso amigos, antes de iniciar. Neste documento constará todas as especificações dos sistemas relacionadas a prevenção (extintores, hidrantes de parede, mangueiras, esguichos, corrimão, saídas de emergências, entre outros) que irão fazer parte do prédio. Hoje edificações sem sistema de segurança são como Buchecha sem Claudinho, Bebeto sem Romário, Hunter sem Cabo Fumagalli …

A tramitação do projeto na instituição referida ocorre de maneira que todas especificações sejam atendidas e que estas revertam para segurança dos futuros moradores e visitantes.

Com a finalização da obra o profissional responsável pela edificação solicita junto aos Bombeiros Militares a vistoria de habite-se, neste momento caro leitor/leitora, você deve estar se perguntando, é agora que a família parte para o prédio novo? Hum, hum! Agora não.

Os Bombeiros vistoriadores irão efetuar a vistoria em acordo com o PPCI, desta forma tudo que foi inserido no projeto deve estar instalado no condomínio vertical, testes serão realizados, detalhes observados e solicitações documentais conforme IN (Instrução Normativa) 01. Ai você pode indagar, tudo certo para morar Carlos? Segura mais um pouco.

Se acaso houver alguma irregularidade na vistoria, observado pelos Bombeiros, será emitido um laudo com as exigências, agora se estiver de acordo com o projeto aprovado na SAT – Seção de Atividades Técnicas, a edificação será liberada para próxima etapa. E agora? Só mais um “pouquinho”!

Com a aprovação dos homens e mulheres do fogo, o proprietário da edificação solicita junto ao Corpo de Bombeiros Militar o atestado de habite-se. Emitido documento, o empreendimento estará liberado para que os futuros moradores possam usufruir do novo lar. Ufa! Agora sim.

Há outros estados na federação em que nem ao menos os projetos de prevenção contra incêndios dão entrada nos corpos de bombeiros, a respeito disso, iremos escrever em momento oportuno, mas eu e você, podemos ficar tranquilos, Santa Catarina está servindo de exemplo aos demais. Antes de ingressar no seu novo “canto”, não custa nada, verifique se o empreendimento possui o atestado de habite-se.

E outra gente! Com os sistemas em perfeito funcionamento, o usuário da edificação habilitado, poderá manusear um extintor por exemplo, e debelar um possível princípio incêndio.  É bem melhor para todos, ver Bombeiros atuando na prevenção do que no combate ao sinistro.

You must be logged in to post a comment Login

Topo
NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL
Receba uma vez por dia no seu e-mail, as notícias do Portal Veneza
Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros.