Por Marli Vitali

Instituição é resultado da dedicação de inúmeros voluntários e empresas parceiras  

O dia 5 de maio é importante na história da Associação Beneficente Nossa Casa. Foi neste dia, em 1999, que a instituição foi fundada. Nos últimos 20 anos tem procurado aprimorar os serviços em prol de crianças e adolescentes. “A Nossa Casa surgiu num momento importante, quando um grupo de pessoas resolveu se unir para criar um lar que acolhesse crianças e adolescentes que tiveram seus direitos violados”, explica a presidente da instituição, Jucelane Marques.

Desde que foi fundada, a Nossa Casa é constituída por muitas mãos. Tem a dedicação da equipe técnica e administrativa, que atua todos os dias, se revezando 24 horas, para que os acolhidos tenham carinho e atenção. Tem as mãos do poder Judiciário, que acompanha diretamente as ações realizadas. Conta com o apoio de voluntários, que se dividem atuando na Diretoria Executiva, Conselho Fiscal, em pedágios, trabalhos sociais e até organizando as festas para as crianças.

“Os voluntários realizam um trabalho primordial para a instituição, agindo como provedores, auxiliando de diversas formas, sendo estas através de atendimentos em saúde, educação, lazer, capacitações, itens para suprir as necessidades dos acolhidos, como também nos diversos eventos realizados para a captação de recursos. Trazem um diferencial nas suas ações, que sempre estão acompanhadas de muito amor e solidariedade”, pondera a coordenadora da Nossa Casa Santina Pereira Muniz.

A entidade se mantém parcialmente por meio de parcerias com as Prefeituras de Criciúma, Siderópolis, Forquilhinha e Treviso. Mas o valor não é suficiente para as despesas mensais, por isso é necessário o apoio da comunidade, com doações de alimentos, roupas, calçados e brinquedos.

O déficit mensal da Nossa Casa gira em torno de R$ 8 mil a R$ 10 mil. Hoje a instituição está em uma sede própria, com espaço especial para que as crianças e adolescentes acolhidos possam conviver com tranquilidade e carinho. O lar temporário conta com quartos, salas, cozinha, lavanderia, pátio, playground e brinquedoteca, reformada recentemente graças à doação da empresa Minamel. Hoje são 18 acolhidos, com idades zero e 17 anos.

Ações programadas

O mês de maio terá ações para lembrar o Dia Nacional da Adoção, celebrado em 25 de maio. A Nossa Casa, em parceria com o Judiciário, Ministério Público e Unesc, realiza no dia 24 o evento “Amor sem medidas”, a partir das 19h30, no auditório Ruy Hülse.

A abertura será com o juiz da Vara da Infância e da Juventude, Giancarlo Bremer Nones e com o promotor de Justiça Otávio Bennech Aranha Alves. As palestrantes serão as doutorandas Glaucia Borges e Johana Cabral. O tema central é a adoção e o evento é aberto ao público.

Outra ação programada é o Bazar Beneficente, que será realizado entre os dias 8 e 10, e entre 13 e 14 de maio, das 10h às 20h, na sede da instituição. Mais informações sobre os eventos e o trabalho realizado no telefone (48) 3443-6859.