Por Willians Biehl

Cleiton Geremias Arminda Florentina, de 23 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu nessa quinta-feira, 14, no Hospital São José, em Criciúma.

Ele estava internado desde à noite de quarta-feira, Cleiton era um dos envolvidos na tentativa de homicídio registrada contra um policial militar da reserva do Rio Grande do Sul, em um posto de combustíveis no Bairro Santa Augusta.

Na tentativa de fuga, depois de o policial ser baleado, ele e o comparsa foram perseguidos por policiais militares de Nova Veneza, no Morro da Cruz, Cleiton bateu e capotou o automóvel Peugeot 207, ficando gravemente ferido. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito na tarde de ontem.

Ele estava foragido do Presídio de Tubarão e, em seu nome, também havia um mandado de prisão em aberto por roubo. Além disso, possuía diversas passagens policiais por tentativa de homicídio, tráfico de drogas, roubo a comércio, associação criminosa, receptação, porte ilegal de arma de fogo, entre outras.

Já o policial militar, que foi alvejado na boca, conforme a Polícia Militar, permanece na unidade hospitalar e, felizmente, não corre mais risco de morte.

Segundo envolvido capturado

Com o cerco montado ainda na noite de quarta-feira, nos arredores de uma área de mata no Morro as Cruz, entre Nova Veneza e Criciúma, guarnições da Polícia Militar de Nova Veneza, Forquilhinha e Criciúma, conseguiram encontrar o segundo envolvido na tentativa de homicídio. Ele foi capturado, preso em flagrante e encaminhado à Central de Plantão Policial.

No veículo utilizado pelos criminosos, os policiais ainda apreenderam duas armas de fogo, sendo uma delas do policial alvejado.