Colunistas

Então por que Deus Permite o Sofrimento?

Se você é uma pessoa que gosta de pensar a respeito da vida, de como  para onde vamos depois que morremos, e por que Deus permite o sofrimento com toda certeza já se perguntou se Deus Existe.

Para a maioria dos ateus, a resposta é óbvia. Deus não permite o sofrimento porque Deus apenas não existe. Tudo que acontece de bom e de ruim na vida das pessoas é responsabilidade delas mesmas.

No caso da história que contei no primeiro texto desta série, ateus diriam que a criança tinha alergia em função de alguma alteração genética e que o pai só morreu porque reagiu ao assalto, indo até o bandido para proteger a filha, pois, do contrário, se tivesse ficado quieto, ele estaria vivo. Isso soa meio cruel da parte dos ateus, mas não é, é simplesmente a realidade de alguém que não crê em algo maior que pudesse ter estendido a mão e salvado o pai, ou feito com que aqueles assaltantes não tivessem ido até lá.

Mas, e se os assaltantes precisavam roubar para sustentar os filhos e só mataram o pai porque ele reagiu? Deus estaria fazendo o bem para uma família e mal para a outra, contudo, isso teria uma certa crueldade, considerando que Ele é amor.

Pensando por este lado, parecem corretas as justificativas dos ateus de que as pessoas são responsáveis por si mesmas e só criaram algo maior para adorar e para aliviar seu sofrimento e fraquezas.

Os verdadeiros cristãos e estudiosos da bíblia tem como explicar o porquê Deus permite isso tudo. O primeiro passo para explicar isso está em 1 João 4:8 em que diz que Deus é amor. então, se Ele é amor, Ele não quer que ninguém sofra, lembrando que este versículo não diz que Deus sente amor, diz que Ele é Amor. Sabemos também  que o homem era para ser perfeito e sem pecado, mas, o ingênuo Adão resolveu seguir os conselhos da Eva, permitindo que o pecado entrasse no mundo (Gênesis 3:1_6).

Com o pecado entrando no mundo, coisas terríveis começaram a acontecer. Pessoas começaram a associar as maldades que estavam acontecendo a Deus e os ainda fiéis a pensar que Deus os livraria de tudo. Nesse momento, Deus lhes mandou isso: (Provérbios 22:3), que é mais ou menos o que os Ateus alegam. E quando pensamos que
Deus causa o sofrimento, lemos na Bíblia (Jo 34:10) em que diz que Ele não o faz. Mas, então por que Ele não acaba com a maldade nas pessoas, já que Ele é o todo poderoso, amoroso, justo e etc.?

Imagine um grande empresário e gestor de uma empresa em uma reunião mostrando aos funcionários o que quer que seja feito para que a empresa diminua a perda de matéria prima na produção dos produtos. Todavia, em meio à reunião, um dos funcionários levanta e diz que aquilo que o gestor está propondo está errado e que ele, o
funcionário, sim tem algo que vá funcionar.

O que será que o gestor deve fazer? Ignorar o funcionário ou até demiti-lo antes mesmo de ouvi-lo? Isso faria com que todos os outros funcionários pensassem que o funcionário estava certo e que o gestor ficou com medo de acabar estando errado e proibiu o funcionário de falar. O correto seria o gestor deixar que o funcionário expressa-se sua ideia e, assim, toda a empresa poderia ver quem realmente está qualificado para exercer o projeto de economia de materiais da empresa.

Aconteceu o mesmo no céu, quando Satanás, que era um anjo, se revelou dizendo que Deus estava errado e que ele governaria o mundo de maneira melhor, assim levou alguns anjos com ele. Se Deus apenas destruísse Satanás, o que os outros anjos pensariam? Pensariam que Deus poderia realmente estar errado. Então Deus permitiu
que ele se rebelasse. Deus deu a mesma opção aos humanos por meio de Adão e Eva, eles poderiam comer de todas as “frutas” menos uma que os traria o pecado. Porém, como sabemos, eles comerão a que não podia. Deus poderia simplesmente não ter colocado aquela árvore ruim, e, desta forma eles não comeriam do fruto ruim. Mas
fazendo isso, Deus teria prisioneiros e não servos. É o mesmo que você amarrar seu cônjuge no pé da cama para ela não ficar com outro pessoa. Será que esse é o amor que você quer? Ou você quer algo espontâneo?

Da mesma maneira, Deus, por ser justo, não quer que você o ame por obrigação e sim por amor verdadeiro. Da mesma maneira, se Deus evitar o sofrimento causado por Satanás, não estaria Ele ajudando a provar que o mundo vive bem sem Ele? Mas, Deus sendo amor, fala por meio da Bíblia e avisa das provações (1 Pedro 1:6-7),
porém Ele também promete acabar com a maldade e ajudar todos aqueles que nele confiaram (Isaías 26:8).

Isso é a explicação cristã para as maiores dúvidas que as pessoas têm a respeito de Deus. Mas, os que não acreditam em sua existência também tem argumentos muito fortes e cabíveis em que fala de um Deus egoísta e autoritário que contradiz (1 João 4:8) a ideia de que Deus é amor.

Lembrando que não estou falando daquele ateu catequista e que não sabe nada da história e nem da Bíblia, mas sim estou falando de ateus mais dedicados do que cristãos, e, por fim, apenas dou ouvidos para aquele Ateu que lê a Bíblia, mesmo que seja para provar que ela não existe.

Então vem a pergunta: A Bíblia é um livro confiável e escrito por Deus?

Topo
NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL
Receba uma vez por dia no seu e-mail, as notícias do Portal Veneza
Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros.